Ação judicial pode ajudar famílias a receber medicamento não fornecido pela rede pública

O Paraná é um dos estados brasileiros que não tem distribuído o medicamento de prevenção ao VSR, doença respiratória que acomete bebês prematuros, na rede pública de saúde. O medicamento é especial e de extrema urgência e custa 5 mil reais a dose, mas não faz parte do protocolo do Ministério da Saúde. Para o pai de uma criança que nasceu prematura e precisa do remédio, Jurandir Bahl, são 50 famílias na região de Curitiba que necessitam do remédio. Uma ação judicial deve ser protocolada nos próximos dias para garantir a distribuição do medicamento Palivizumabe Synagis.

O filho de Jurandir nasceu no dia 21 de agosto do ano passado, com apenas 24 semanas e meia. Ele ficou internado na UTI Neo Natal em hospital por 128 dias. A indicação médica é que ele tome cinco frascos do medicamento nos meses de abril, maio, junho, julho e agosto. Jurandir não sabe mais o que fazer para conseguir o medicamento pedido pelos médicos. Cada unidade procurada, repassa a responsabilidade para outra instituição.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde informou que apenas distribui os medicamentos que fazem parte do protocolo do Ministério da Saúde, mediante definição na lei federal 12401/2012 e do decreto 7508/2012. No CRIE (Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais), a informação é de que o medicamento está suspenso no Paraná. O pedido foi protocolado no Ministério da Saúde que mandou o pai do paciente procurar a Secretaria de Saúde do Paraná.

Comments

  1. Pais e amigos
    Começa a minha luta para alcançar a vacina para meu filho prematuro, sou da cidade de Ponta Grossa PR e espero a dois dias a negativa da 3ª Regional da Saúde. Infelismente o plano não cobre e o estado não fornece. Espero que consigamos com a Defensoria Pública, mas realmente ficamos na esperança de um final positivo. Este é o nosso país! =(

  2. Sergio Mauricio Prebianca says:

    Parabenizo aqui aqueles que não esmorecem, nem amolecem diante dos embaraços que o poder público cria para dificultar o acesso das pessoas ao seu direito, neste caso, o direito mais precioso do ser humano que é o direito à saúde e à vida. Até quando as pessoas revestidas do poder de decidir por estas demandas vão ficar apáticos??? Acorda Brasil!!!

  3. Rudolfo Otto Ritter says:

    Sabedoria nem todos tem, porém o respeito a vida, todos devemos ter.
    Força Jurandir, este menino será exemplo para o nosso Brasil.
    Que não seja só o teu caso levado a justiça, temos todo o direito como cidadão.
    Ainda acredito em pessoas decentes e com respeito.
    “Henrique, daqui uns 20 anos vc lembrará do que o seu pai fez pela sua vida”
    Espero que que as autoridades não se esqueçam dos filhos do Brasil.
    Um grande abraço a todos os pais determinados e presentes.

  4. Rita de Cássia C. Fadel says:

    Só quem conhece a realidade de nascer prematuramente,como é a rotina diaria do bêbê e de sua familia em uma unidade de terapia neonatal,é capaz de entender o esforço que os pais fazem para que seus filhos tenham o minimo necessário para seu desenvolvimento,tendo que entrar na justiça contra o próprio governo.

  5. Evelyn says:

    Que bom Flávio, espero que o Henrique também consiga logo este remédio. Após tantas lutas no hospital, agora tem que ficar correndo atrás disto! E enquanto ele não toma essa vacina fica correndo riscos de pegar alguma doença. Absurdo!

  6. Realmente revoltante, mas a boa notícia é que o judiciário paranaense tem concedido liminares obrigando o Estado a fornecer esse medicamento. Na segunda feira consegui essa liminar para um cliente:
    “Nessas condicoes, defere-se a liminar pleiteada para determinar ao impetrado que, no prazo de 05 (cinco) dias a contar da intimacao desta decisao, forneca ao impetrante o medicamento de que ele necessita SYNAGIS (Palivizumabe) , de acordo com a solicitacao de sua medica (aplicacao de 15 mg/Kg nos meses de abril a setembro de 2012), sob pena de multa diaria de R$ 1.000,00 (um mil reais).”

    Deixo claro que esse meu comentário não tem cunho comercial, somente informativo, sendo que as pessoas de baixa renda podem procurar a Defensoria Pública, sendo imprescindível para este caso a prescrição médica e a negativa do Estado no fernecimento do medicamento.

  7. ANA PAULA DA CRUZ says:

    Incrível como certas atitudes (ou a inexistência delas), precisa ser discutida desta forma.
    Então as crianças que nascem prematuramente não têm o que seria direito? Afinal, existem o estatuto da criança e do adolescente sem contar a lei dos direitos humanos.. E então vemos pais de família fazendo um movimento como este pra poder salvar seu filho.. Aí devo concordar que se fosse o filho de alguma autoridade não seria necessário tais manifestos, pois ‘dar-se-ia’ um jeito! Este é o nosso país onde a saúde pública é deixada a esmo e quem precisa dela… ah, que se dane!

  8. ana cristina beloto de souza says:

    estamos com o mesmo problema a minha sobrinha Manuela tambem precisa da sinagys nasceu de 24 semanas e cinco dias 790gr, hoje com 1 ano mas o medico pediu que ela tomasse porque o pulmao e muito pequeno tambem recomendou 5 doses,entramos com o pedido ano passado e até agora nada. O tempo esta passando e estamos ficando desesperados porque segundo o medido ela ja tinha que ter tomado em abril a primeira dose.

    • Jurandir bahl says:

      Oi Ana,

      O Secretário da Saúde em vez de exercer a sua função e cuidar da população faz o contrário e nega o medicamento.
      Infelizmente não tem outro jeito
      Tem que entrar na Justiça através de ação no Ministério Público.
      Indico um Advogado muito humano, que pode ajudar.
      Sergio
      41-9115-6142
      41-3353-2563.
      O resultado da ação leva uns 15 dias.

      Enquanto isso, a Manoela não vai pegar nada!
      Manter os cuidados de lavar as mãos de todos que forem visitar; não espirar em cima dela, pessoa com gripe não entra, não ir a lugar nenhum ou onde tenha aglomeração, não permitir beijo, etc, etc.

      Deus abençoe a Manoela.

  9. lucieli Kuroski says:

    Isso é um absurdo ….

  10. Aline Becker says:

    É inacreditável este mundo que estamos vivendo onde não podemos nem contar com o governo para a saúde pública! Vergonhosa a atitude! Esta mais do que na hora de abrirem os olhos para questões como esta. É fácil não ver essa situação quando não ocorre na família de algum governante. VERGONHA!!!

  11. Luciana says:

    Isso é um absurdo, mesmo! Alguém já parou para pensar que para uma familia, perder um filho não é apenas uma estatística, mas sim uma VIDA!!!!!!!! É a vida de várias pessoas, não somente de quem falece! Poderes públicos, políticos, façam jus ao salário que tem. Façam jus ao voto que lhes damos! Pelo amor que vocês devem ter a suas familias…façam alguma coisa! Usem de seus poderes, nos representando de forma digna, ao menos nos assuntos relacionados a VIDA!

  12. Rodrigo Pelepek says:

    Isso e um absurdo, o engraçado é que como foi bem lembrado pelo Gerson logo acima. Temos direito a vida, o estado é responsável por isso, ele não pode se omitir, e é exatamente o que ele vem fazendo, é desumano o que estão fazendo, é um descaso com a população, essa mesma população que paga os imposto que são convertidos em salários descomunais a estes políticos sem caráter, e também, e dado a eles planos de saúde dentre outras regalias, e lógico, um político jamais saberá em sua vida o que é passar por esses casos, por essa dificuldades. Podem não gostar do que vou dizer, mas espero, para falar a verdade, quero muito, que se há um Deus lá em cima, essas pessoas responsáveis por essa ações criminais, (que para mim isto e um crime, colocar a vida em risco), paguem pelo que estão fazendo, venham sofre casos piores, e não possam usufruir de ajuda nenhuma, que paguem pelos seus pegados aqui em terra. Justiça divina, não falha nunca. A ajuda provavelmente virá, mas vai demorar, por que terá que entrar com pedido na justiça e tal, enfim, o que era de direito nosso e deveria ser de fácil acesso ao povo, se torna difícil e demorado. Ai fica uma pergunta só, caso a demora no remédio venha a causar danos, quem responderá por isso, visto que os pais não tem condições de custear o tratamento, assim sendo, a responsabilidade e do estado que se nega, e tarda com a ajuda. Quem pagará por isso? a família mais uma vez? o povo tento que sofrer calado mais uma vez?

    Se o problema for verba, sou a favor de que demitam alguns vereadores e deputados, dentre outros políticos, o dinheiro que ficará livre dará para ajudar muitos casos, e com toda certeza do mundo garanto, será um dinheiro muito, mas muito mesmo melhor gasto.

  13. Bruno G says:

    Vergonhoso ter governantes desumanos como estes que se negam a prestar o minimo para a Criança brasileira !!!

  14. Concordo com todos, é um absurdo! Como podem desperdiçar tanto dinheiro com diversão nesse país e para a saúde publica que é que realmente importa nao há verba? Indignação!

  15. Silvana Souza says:

    È uma vergonha ser paranaense e ver cidadãos deste Estado passar por esse tipo de problema, ou seja, vergonha para todos nós!!
    O que pensa a Secretaria de Saúde do Estado do Paraná ao fazer a suspensão do medicamento???

  16. Mara Dohms says:

    Como pode um país gastar tanto com futebol e fazer tanto descaso com a súde pública???
    Estamos falando da saude deprematuros, que ainda estao lutando, crianças que vão para casa depois de tantos meses de hospital, e mesmo assim nao podem sair, pois estão arriscados a colocar a propria vida em risco, o pulmao destas crianças está muto fraco, e onde está o remedio que ja foi pago pelo cidadão, cada familia tem que correr atras do medicamento pro seu filho.Henrique continua na espera, e vamos continuar a repassar emails, alguem deve ter uma resposta pra todo esse descaso.

  17. Adriana says:

    Minha solidariedade à família e revolta com o poder público que nega a uma criança brasileira seu direito constitucional mais básico! Se pensarmos na enormidade de dinheiro que atualmente escorre pelos ralos da corrupção, esta situação de negar um medicamento essencial e este brasileirinho que já batalha pela vida desde tão cedo é nojenta! Força Henrique!!!

  18. Sônia says:

    Como é um medicamento muito caro e com o salário da família popular diferente dos nossos governantes com salários abusivos e seus benefícios, mais do que justo colocar logo na lista dos medicamentos prioritários para salvar vidas.

  19. Márcia Matos says:

    Isso é um absurdo como muitas coisas neste país. Pela quantidade de impostos que pagamos deveria ter medicamento como água nos postos para a população. Ao invés de aumentarem salários destes politícos FDP deveriam gastar com quem realmente precisa.

  20. B. Gomes says:

    Como os políticos se sentirão caso tenham que gastar TODOS os seus de ganhos referentes à meses ou anos de trabalho para salvar a vida de deseu filho ou neto, devido à omissão do Estado?

  21. Nathalie Porto says:

    Incrível!!! o País que mais arrecada impostos do mundo, é também o país onde a população tem que implorar por ajuda governamental! Pelo amor de Deus como assim não ”fornece” um medicamento de 5 mil reais a dose???? Quer dizer que o seu filho tem que ”aguentar as pontas” enquanto o governo decide se libera ou não o remédio para ele viver??? Como assim??? Aborto é ilegal, mas deixar uma criança morrer por falta de medicação é legal??? Ai você assiste o seu próprio filho morrer e ainda tira forças do além para tentar resolver uma situação que já devia estar mais do que resolvida, e ninguém tem a decência de te ajudar, porque nessas horas nunca ninguém quer levar a culpa! A Secretaria de Estado da Saúde não se responsabiliza e também não ajuda e ainda te manda para o Ministério da Saúde que também não tem culpa de nada e também sabe de nada e te encaminha para a Secretaria de Saúde do Paraná que provavelmente também não vai saber de nada e nem vai ajudar em nada, e ainda vão ficar te jogando de um lado para o outro até você para no ministério da agricultura!
    E qual é a justificativa para esse medicamento estar suspenso no Paraná???
    Cade os milhões e bilhões que a nossa querida Dilma Rousseff esta cortando dos órgãos públicos e dos políticos???

  22. Julio Cesar de Sá says:

    Isso é um desrespeito com a população. Nossos governantes são incapacitados para gerir a máquina pública. Fatos como este demonstram a total incompetência dessa gente. Uma vez que o gasto com a prevenção seria menor do que se gasta com o tratamento da doença. Isso em qualquer empresa privada séria, seria motivo para demissão de seus executivos. Porém, nada acontece com nossos políticos.

    Está na hora da população acordar. Não adianta apenas reclamar dos políticos.

    As coisas só irão mudar realmente aqui no Brasil quando todos tiverem consciência política. Que por sinal, deveria ser ensinado nas escolas.

  23. Gisele Melnechenko says:

    Este país perde tanto tempo pensando em futebol e carnaval, que esquecem daqueles que realmente financiam suas diversões! Dinheiro para construir estádios de futebol eles têm de sobra e não pensam meia vez para liberar verba. Agora para salvar a vida de crianças que REALMENTE precisam de ajuda e que dependem deste e de tantos outros medicamentos para viver, eles fecham os olhos e fingem que a conversa não é com eles.
    E nós ainda fazemos a mesma pergunta que já fazia o Renato Russo: “QUE PAÍS É ESSE!?”

  24. Ághata says:

    Passou da hora que os órgãos públicos forneçam o mínimo para a população, principalmente se tratando de saúde!!É direito da criança viver!
    Parabéns aos pais da criança pela luta e nunca desistam!

  25. Quantos ja perderam, quantos com sequelas, o que mais precisa acontecer neste país para que as autoridades nos repassem aquilo que é de diretio!!

  26. Ednei meurer dos Santos says:

    É uma vergonha ver o descaso das autoridades..
    Após tantas lutas, essa familia ainda tem que ir a justiça para conseguir algo que é essencial para saúde da criança??

    Força Jurandir!!!

  27. gasta-se tanto com desvios e outras “prioridades” como cirurgias estéticas e tais e remédios vitais à continuidade da vida relegados à segundo plano. senhores governantes, a única forma que vocês entendem: nós estaremos “pensando bem” na hora de escolhermos nossos futuros representantes

  28. douglas says:

    isso eh uma vergonha…

  29. Fernando Morimoto says:

    Os próprios salários todos os politicos estão dispostos em se preocupar.
    Já o direito a vida de crianças, isso pode deixar que alguém se preocupa por eles.
    Pagamos impostos altissimos para manter essas regalias a politicos que não se interessam em fazer um serviço bem feito a sociedade que sustentam seus luxos fúteis.
    Pagaria com prazer todos os impostos que pago hoje, se visse resultado em vez de matérias relatando como coisas importantíssimas são deixadas a Deus dará…

    Se tiver um político honesto lendo isso, por favor, ajude o irmãozinho da minha amiga e todos os que necessitam desses medicamentos para viver. Pela ética.

  30. ola-BRASIL—Moro no estado de goias mais precisamente em Goiânia na capital da roubalheira e da falta de respeito com o cidadão e com o dinheiro publico..qaundo é que o povo vai começar a fazer a limpeza deste meu brasil??? aqui todo mundo toma banho na cachoeira——–todos os políticos–estão com medo de olhar para o rio, vai que tem uma cachoeira desinformada–kkkkkkkk

  31. Ecilda Senhorinha Schraiber says:

    Que vergonha a situação econômica do nosso país, o patrimônio público é deteriorado pelos esquemas de corrupção e nós brasileiros, trabalhadores, humildes, pagadores de impostos, absurdos por sinal, que sofremos com a redução dos recursos financeiros, principalmente na área da saúde.
    Quanta injustiça, com nossas criancinhas indefesas, que lutam pela sobrevivência, e pais desesperados com as mãos atadas, esperando por uma chance de ver seus filhinhos crescer saudáveis, que repugnante.
    Não percam as esperanças, Jurandir e Marinês, tudo vai dar certo, o Henrique vai ser muito feliz e cheio de saúde.
    Parabéns pela atitude, pela luta e pelo Henrique.

  32. Marilza Hass Paulin says:

    Por favor, se puderem me passar o nome do advogado que conseguiu a liminar para o medicamento, me passem urgente. Pois estamos com nossa princesinha na UTI Neo natal, e ela precisa U R G E N T E, dessa vacina. Demos entrada no pedido junto a Saude Publica, e nos avisaram que o Estado negará o pedido.

    • Não há nenhum registro de advogado neste caso ainda, porém o Jurandir Bahl vai entrar com advogado para tentar liminar. Mas o promotor Farah, que era de Ponta Grossa e se não me engano agora está em Rio Branco, conseguiu várias vezes ações para população com liminares na Justiça (MP)

      • Jurandir bahl says:

        Oi,
        Queria agradecer o espaço e as diferentes opiniões postadas.

        Eu sou um Cidadão e não tenho uma equipe ou um exército a disposição como os Srs. Matheos Chomatas e Michele Caputo com acessoria jurídica, secretárias, coordenadores, etc, etc.

        Tenho que trabalhar arranjar muito tempo para juntar a documentação, cartório,entregar para o Advogado, ele monta a petição e entrega no Ministério Público.
        Se tudo der certo somente na segunda- feira isto será feito.
        É só assim que eu posso.

        Sem falar que com esta situação me roubam o tempo que deveria estar curtindo esta criança podendo cuidar, amar e dar suporte para a luta deste guerreiro.

        IMPORTANTE:
        Na verdade esta medicação já está paga.
        Você que esta lendo neste momento já pagou com suas contribuições de INSS e impostos.

        Eu só quero que seja exercido o Direito de Cidadão.

        Lembro que não estou pedindo esta medicação desnecessariamente, é urgente atende os critérios; é prescrita por médico para prematuro extremo (605g no nascimento) e com displasia pulmonar.

        É A SECRETARIA DA SAÚDE DO PARANÁ QUE SUSPENDEU!

        O Ministério da Saúde já tem estudo onde com o uso da medicação tem ECONOMIA com imunização que é é a melhor prevenção,
        Vejam; este vírus é a maior causa de internação de recém nascidos e menores de um ano de idade, em especial os prematuros.
        O risco de complicações e a taxa de hospitalização por infecções causadas pelo VSR também é 10 vezes maior entre os prematuros.
        Está no calendário de vacinas da Sociedade Brasileira de Pediatria e a Sociedade Brasileira de Imunizações; e ainda recomendam a aplicação de palivizumabe antes da estação do VSR.
        O anticorpo promoveu a redução de 55% das taxas de hospitalização relacionadas ao Vírus Sincicial Respiratório; diminuição de 47% do número de dias de hospitalização entre lactentes com idade gestacional menor que 32 semanas (80% entre 32 e 35 semanas) e diminuição da necessidade aumentada de oxigênio.

        http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/30310701082011.pdf

        (pagina 85 a 87).

    • Jurandir Bahl says:

      Oi Marilza,

      O Secretário da Saúde em vez de exercer a sua função e cuidar da população faz o contrário e nega o medicamento.
      Infelizmente não tem outro jeito
      Tem que entrar na Justiça através de ação no Ministério Público.
      Indico um Advogado muito humano, que pode ajudar.
      Já informei que provavelmente vocês entrariam em contato com ele.
      Sergio
      41-9115-6142
      41-3353-2563.

      Deus abençoe a sua princesinha para que saia logo da UTI Neonatal e vá para o conforto do seu Lar – é a paz no paraíso!

  33. Roseli F da Silva says:

    Que vergonha povo paranaense um estado como o nosso ter um governador que não autoriza a liberação um medicamento que é essencial para um bem maior que é a vida destes pequenos guerreiros prematuros , O governador deveria tirar uns 5 minutos do seu precioso tempo e fazer uma visitinha rápida a UTI neo- natal e ver a luta destes pequenos. Quem sabe assim faria o que é o seu dever ,pois esse medicamento já deveria ser liberado desde do momento do nascimento pois após tudo o que os seus pais passam durante a batalha destes pequenos na luta pela vida ,terem ainda que travar uma batalha judicial para garantirem um direito que é de seus filhos isto é uma vergonha para o nosso estado .

  34. Mariana Andrade says:

    É uma questão de vida e cabe ao estado dar esse direto aos seus cidadãos

  35. Camila says:

    Palhaçada isso. Um país onde se arrecada milhões de impostos e paga salários absurdos para políticos que simplesmente vão trabalhar quando querem e gastam mais ainda com cargos comissionados. Será que essas pessoas fariam de tudo pra entrar na política se não fosse essa mamata que é? Gente do céu a saúde pública está capengando, pessoas estão morrendo na porta dos hospitais, estão morrendo em casa esperando atendimento do Samu. É revoltante uma criança não ter o atendimento que deveria ter simplesmente porque o medicamento não faz parte do protocolo sendo que essa situação não é única. Quantas famílias estão esperando pelo tratamento de forma descente e precisam mobilizar a população pra que isso se resolva…é revoltante mesmo!!!

  36. Andressa says:

    enquanto isso milhões serão gastos com a Copa do mundo….. vergonha¹¹¹

  37. Thiago says:

    O Brasil é uma merda , O Atlético-PR precisou encontrar uma alternativa para que as obras na Arena da Baixada não sejam paralisadas e pediu um ADIANTAMENTO de R$ 30 milhões para a Prefeitura de Curitiba e ao Governo do Estado.

    É realmente inadmissível saber que crianças precisando de remedios e o governo do
    estado jogando dinheiro no lixo com estadios.

  38. Rafael Costa says:

    Ao invez de autorizarem o pagamento do 14º e 15º salario os membros do governo esta verba deveria ser aplicada em casos como este.

  39. Ariádina de Almeida Raizer da Cruz de Oliveira says:

    É infelizmente esse é o nosso pais, pagamos horrores de impostos, pra receber um tratamento como este dos nossos políticos, então vamos rever os nossos ideais nas próximas eleições.E com fé em Deus esse vai ser só mais um capitulo na vida dessa família, Deus abençoe.

  40. Sonia Maria Perretto says:

    Jamais isso deveria acontecer, num Estado que se diz exemplo para todo o Brasil.
    Demonstro minha indignação, com relação ao fato.
    Torcemos para que o Henrique e outras crianaças consigam mais esta vitória.

  41. Priscila R Martins says:

    Eu acompanhei a luta do Henrique por um tempo, enquanto a minha filha também estava lá na UTI lutando. Quando levamos a nossa princesa pra casa e precisamos do CRIE para receber a vacina que ela tem direito, também nao fomos atendidos. É realmente uma palhaçada o que o gorverno faz, o que estao fazendo com o dinheiro da vacina que ja foi paga ???

  42. Mara Cristina Silva Ribeiro Dohms says:

    Gostaria de parabenizar os pais de Henrique pela coragem em se expor , num momento em que querem mais é curtir este momento lindo de ter o filho em casa, depois de tanta luta e de tanto sofrimento.Mas como neste país tudo que depende do governo deve ser conquistado com muita luta e perseverança, mesmo sabendo que é de direito, acredito que é pro meio deste trabalho, e da exposição de muitos que Jurandir conseguirá o remedio para seu filho, pois o mais dificil eles conseguiram,que é a presença de Henrique em seu lar, acredito eu que é nisso que este casal encontra forças pra lutar, pois não foi facil chegar até aqui.Força e acreditem que este país tem futuro, pois é da luta de cada um que veremos o resultado.

  43. Carlos Henrique Staut says:

    Isto demonstra uma realidade – de que pagamos impostos similares a Suécia mas recebemos benefícios iguais ao Camboja. Todos sabemos o quanto é difícil trabalhar, pagar todos os tributos e honrar os seus compromissos como cidadãos do bem, e nessa hora de dificuldade quando precisamos buscar o nosso direito (não é favor, e que deveria ser muito mais amplo, como por exemplo saúde, segurança e educação, sem citar os demais), é que nos deparamos com a ineficiência e inoperância de nossos administradores, políticos e governo. Fica sempre a pergunta – Para onde vai o pagamento da grande carga tributária de nossos impostos?

  44. Bruno Silveira says:

    Não pode ficar suspenso. E o imposto que pagamos para manter a saúde pública e incobrir os gastos??? vai praonde??? não é justo… o Ministerio da Saude tem que disponibilizar sim este medicamentos e outros que o país necessita.

  45. Não tem muito o que dizer sobre isso. Esse é apenas um dos casos onde o ser humano, seja adulto ou criança é desrespeitado em seu direito a saúde.. Como os estados são subordinados ao ministério da Saúde, o mesmo deve autorizar a distribuição e repasse dos medicamentos na rede pública. Porém em muitos casos é necessário ação judicial para ter direito a vida.Vergonha…

  46. FLavia e Gabi says:

    A mesma situacao tambem acontece conosco.Acompamhei parte da historia dessa familia por longos e sofridos 40 dias minha filha e prematura de 30semanas e ficou na mesma uti com o Henrique.tambem fui atras do crie e me negaram a vacina,fui orientada a entrar com uma acao junto ao mlnlsterio publico esta semana.a 1dose ja perdemos mais confio em Deus e tenho fe que conseguiremos.Nossos bebes ja sao vitoriosos !
    NOSSO ESTADO E UMA VERGONHA!!

  47. Pagamos muito para receber tão pouco

  48. Dificil continuar votando ou buscando acreditar nos discursos ……

  49. Nossa que absurdo isso, a todo momento estamos pagando impostos de tudo, e para que afinal? Cade agora aqueles que fazem belos discursos políticos, que coisa neh parece que soh sabem decorar textos, sim porque são poucos os que realmente lutam pelo país, pelo nosso povo, o que existe hoje é politicagem, falam muito e fazem NADA, enchem os próprios bolsos com o dinheiro da população e engraçado né nunca tem verba suficiente para a saúde, educação, segurança… sistema falido…
    Mas o que mais me admira é que a algum tempo atras o SUS estava fazendo a troca das próteses de silicone ai que absurdo o “nosso” SUS tratando de uma questão de Estética… e como é que deixam faltar remédios, médicos, enfim profissionais da área de saúde, como que a saúde publica do nosso pais esta um caos? a verba não é suficiente? isso é revoltante… quantas famílias desesperadas… é um valor muito alto para a maioria das pessoas ou sera que eles pensam que é todo mundo rico nesse país? gente por favor isso é necessário, não é um capricho, são vidas, são vidas…
    Eles não podem simplesmente ignorar, ou passar a responsabilidade um para o outro, algo tem que ser feito, a população quer respostas e rápido, somos pessoas, não brinquedos… estamos cansados de propagandas bonitinhas na televisão, porque sabemos que a realidade é outra… nossa é tudo tão revoltante…

  50. È revoltante saber que depois de travarem uma luta gigantesca pela vida, esses guerreirinhos sejam privados do direito a saúde pelo governo do estado do Parana.
    Esse medicamento já esta pago a muito tempo e parece que estamos pedindo esmola sendo empurrados de um lugar para outro sem nem uma consideração, diante de tanta burogracia muitos pais acabam desistindo do medicamento e veem seus filhos voltarem para o leito de um hospital. Até quando essa pouca vergonha vai continuar… sera que é pedir muito que os governantes, não só do Parana, mas de todo o Brasil olhem com mais carinho pra esses Brasileirinhos que já mostraram o quanto querem viver, esse descaso tem que acabar…que nojeira é essa…pra onde foi desviada a verba desse medicamento, que ele existe todo mundo sabe, pois foi tirado dos nossos bolsos, então… por favor, tenham a decência de develverem a minima parte aos nossos filhos.

  51. Isso é um absurdo 5 mil reais por um remédio necessário a crianças com esse tipo de problema e ainda não dispobinilizam na rede pública? E onde está os milhões de reais que pagamos de impostos? No bolsos dos ladrões safados, que enganam o povo, fazendo promessas de melhora e conseguem se eleger pra roubar nosso dinheiro e quando precisamos de um remédio que é de extrema importancia e deveria ser fornecido gratuitamente por muita gente não ter condições de compra-lo a desculpa é que a rede pública não tem verba para distribuição de um remédio caro como esse. Esse é o nosso Brasil onde as coisas não funcionam, pois se da mais importância em gastar milhões com reformas de estadios, investir em aeroportos para mostrar a outros paises que o Brasil é um país bom de morar, para estrangeiros que vem somente conhecer, do que invertir na saude pública para o bem dos brasileiros. Isso é uma vergonha!

  52. Nilce says:

    Quem será que escreveu as palavras bonitas do estatuto da criança e do adolescente?
    Art. 4º É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária.
    Será que essa foi mais uma lei “pra inglês ver”? Se nossos governantes conhecessem a história de superação dessas crianças, disponibilizariam esse medicamento assim que nascessem.

  53. Sueli says:

    A Saúde no Brasil é muito falha!

  54. Que absurdo ter que implorar por um remédio para salvar um filho!
    Se fosse filho de um dos secretários da saúde tenho certeza que teria esse remédio de graça!

  55. Eduardo says:

    Gostaria de saber como voces (que decidem sobre se o remedio deve ou não ser fornecido “gratuitamente) fazem para ter um sono tranquilo… talvez estejam tomando algum remédio que decidiram disponibilizar gratuitamente pra poder dormir.
    Mas, de uma coisa tenham certeza, de um jeito ou de outro a vida lhes cobrará pelas atitudes que tiveram, e aí vão ficar como idiotas perguntando… Puxa! Porque isso aconteceu comigo???

  56. Paloma says:

    Como em muitos casos no Brasil, é esse “passa-passa” interminável de todos os lados e esse descaso, principalmente quando se trata de saúde pública. É para isso que pagamos impostos! Há de se correr atrás de seus direitos e se fazer valer, sim!

  57. Silvia Chaves says:

    Revoltante que uma família abalada por um problema tão grave ainda tenha que se desgastar nesse nível para conseguir algo que é direito de cada um, porque é comprado com o nosso dinheiro. Dinheiro que, vergonhosamente, vemos denunciado o desvio nos meios de comunicação. Quem desvia dinheiro da saúde deveria responder processo por homicídio doloso, porque mata pessoas e a esperança de inúmeras famílias.

  58. Dennis Aguiar says:

    Muitas vezes tem que esperar a desgraça acontecer para que se possa tomar uma atitude, então como o pai esta se antecipando pelo amor de deus né gente precisamos que aconteceça com urgentecia, pois a primeira dose seria no mes de abril e o mes de abril ja esta no meio.

  59. Cristiane Rosa says:

    Isso é uma vergonha!

  60. Janaina Schwingel says:

    Uma vergonha é pouco, e como sempre quando é para ajudar a população, sempre tem que ser através da Justiça….inflelizmente muita gente acaba sem o tratamento necessário por causa dos nossos politicos que apenas defendem a sua própria causa e não a da população brasileira…..

  61. Arieli F. santos says:

    É realmente inadmissível que situações como esta ainda aconteçam em nosso País.
    É incrível como o governo não se esquece de nos cobrar os impostos devidos todos os anos, e ainda, como em nenhum único mês nos deixam esquecer que devemos contribuir com o INSS com parte de nossas rendas. Porém quando nos deparamos com situações como esta, é que realmente nos damos conta do verdadeiro descaso com que aqueles que escolhemos para governar o nosso país, o nosso estado e até mesmo nossas cidades, tratam os nossos direitos. Diante destas situações é que devemos repensar, quem realmente é digno de receber o nosso voto em cada eleição, e principalmente, não deixar que situações como esta caiam no esquecimento, e que por comodismo deixemos que os nossos direitos sejam simplesmente violados e desrespeitados desta forma. Isso é revoltante.
    A Saúde é um direito do cidadão Brasileiro, devemos fazer valer nossos direitos.
    “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para a promoção, proteção e recuperação”. (Constituição Federal de 1988, artigo 196.).

  62. Jéssica Karoline da Silva says:

    Isso, é revoltante, indignante..
    em pleno inicio do ano, meses em que as arecadações de impostos tem um enorme crescimento. IPVA, IPTU, IMPOSTO DE RENDA,…..etc
    um estado não se dignar a dar uma vacina, a uma criança que já lutou tanto para viver.
    *******criança essa que já nasce pagando imposto**********
    onde está a verba destinada a saúde????
    onde está o auxilio que o governo vive mostrando na midia, que temos.
    quando se precisa de um auxilio de verdade como esse, é preciso entrar na justiça para conseguir remédio… MEUUUUUU DEUS….. isso é uma VERGONHA.
    um medicamento como esse, deveria ser disponibilizado de imediato ao a criança, assim que o médico receitasse.
    até quando vamos presenciar descasos como esse com a saúde.
    afinal, para que serve a secretaria de saude? estatudo de defesa da criança???
    de que vale orgãos publicos se não agen na ora que o povo precisa?

  63. CLAUDIO JOSE CORREIA says:

    Quanto dinheiro o governo arrecada, para onde vai o nosso dinheiro, o dinheiro dos impostos que pagamos com muito suor, se na hora em que precisamos da contrapartida do governo não conseguimos, seja para ajudar uma criança, seja para salvar uma vida, essa é a realidade do nosso país. Saúde é simplesmente a maior necessidade que um ser humano têm, basta desta falta de dignidade com o povo. Acorda Brasil, Acorda Secretaria de Saúde. Acorda Ministério da Saúde.

  64. Rogerio Duarte says:

    Uma vergonha o estado do PR começar a negar a entrega de medicamentos essenciais para a manutenção da vida de uma criança, REPUGNANTE SR BETO RICHA.

  65. Gerson Bahl Oliveira says:

    Ao ler a reportagem não pude ficar inerte a mesma e também resolvi me manifestar.
    Vivemos num Estado Democrático de Direito portanto nosso comportamento tende a seguir determinadas Leis. Nestas, temos nossas obrigações muito bem definidas e claro alguns poucos direitos entre eles e constante da nossa carta magna (Constituição Federal de 5 de outubro de 1988) o direito a saúde (Art. 196 – A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.), mas ao ler a reportagem, reparei que o direito que temos, no entendimento do estado do Paraná, é de estar saudável porque não temos o direito de estar doente ou de precisarmos de amparo. Seria isso?
    Enquanto as notícias de corrupção lotam todas as mídias, temos necessidades como a desta criança, a merce do descaso e desamparo por parte do Estado. Enquanto rios de dinheiros são desviados por “nossos representantes”, temos no meio disso tudo uma criança com uma necessidade tão fácil de se resolver por parte do Estado e tão imensa para esta família que fico revoltado de tomar conhecimento deste fato. Realmente é um absurdo o que estão fazendo com esta família que certamente está em dia com seus impostos.
    Que seja feita justiça neste caso pois está família já sofreu demais e não precisa de mais está luta.
    Parabenizo a coragem deste pai em trazer ao conhecimento público este caso e desejo o mais sincero sucesso para que tudo se resolva o mais rápido possível.

  66. Denisia Teixeira says:

    Para quem pode acompanhar um pouco da história de luta, alegria, sofrimento e superação dos pais do menor Henrique, filho de Jurandir e Marines, que aqui representam muitos outros pais com histórias parecidas, sabe que é lamentável depois de tudo que passaram e sabemos que a luta ainda não chegou ao fim, precisarem brigar na justiça, para que o governo conceda de graça um medicamento, que é essencial para melhoria da saúde e qualidade de vida deste pequenino cidadão.
    A pouco vinha sendo divulgado na mídia a lei que determina ou não o abordo de crianças anencéfalo. Cade a coerencia nas decisões do governo, podemos gerar crianças que podem nascer doentes, mas não podemos contrar com um tratamento adequado e gratuito para este filho(a) !!

  67. É muito nojento, porque não disponibilizar em governo? Porque não é o seu filho?

  68. Novamente temos o efeito da corrupção e desvios na política. Com certeza esse dinheiro daria para distribuir não apenas esse medicamento como outros também!! Além da falta de postura das “otoridades” !Ninguém quer assumir nenhum tipo de responsabilidade! Zero para todos os políticos e cupinchas! Dez para o Jurandir e o Henrique!!

  69. ADRIANO CORDEIRO says:

    Realmente é uma vergonha essa nossa Secretaria, todos os meses milhões de reais são “arrecadados” dos contribuintes e quando se precisa de um medicamento diferente da amixilina (que é só o que receitam nos postinhos, para qualquer problema de saúde) não tem!

  70. Cristiani Dal Zot says:

    Simplesmente repugnante. Um Estado cujo marketing nacional é a saúde infantil se negar a fornecer um medicamento. Sou mãe de uma criança que precisou de alimentação especial de alto custo durante 11 meses. O Estado do Paraná foi rápido e eficiente no fornecimento e graças a isto minha filha está viva. Sempre o que mais ouvi nos postos de saúde e da própria Ouvidoria da Saúde quando a consultei foi: “prezamos pela saúde de nossas crianças…” e agora? Precisa um Juiz determinar que este medicamento é importante? Quando???

  71. Evellin says:

    É indignante saber disso. As crianças têm o direito a saude!!! Os prematuros já são vitoriosos pela quantidade de desafios superados numa UTI, nao é possivel que em época de eleição todos os politicos estejam somente voltados apenas para seus próprios interesses e esqueçam das suas obrigações. Lembrem-se que voceis foram eleitos pelos votos, tambem, dos milhares de pais de crianças que necessitam de um medicamento como este!

  72. Vera Lucia Bahl de Oliveira says:

    Viver na realidade brasileira exige estar preparado para cumprir as obrigações legais pagar impostos , recolher taxas, cumprir determinações por administrantes que vivem o ideal de arrecadação.
    Nesta mesma realidade temos que nos tornar surdos e cegos a outras notícias para que possamos continuar a educar nossos filhos a cumprir o modelo ditado…
    O dinheiro arrecadado segundo os “recolhedores” se prestam a atender as necessidades da população.
    Como compreender as “negativas dos direitos básicos dos brasileiros em relação a saude” por órgãos responsáveis por esta? Para quem devemos recorrer?
    O que fazer com as crianças que representam a continuidade de cidadãos que nascem com necessidade de tratamentos específicos?
    Vamos criar mais leis para exterminar os problemas desta magnitude antes de ocorrerem?
    Apesar de tudo, tenho esperança que temos administradores pais, tios, avôs que com sensibilidade saberão avaliar o que estas famílias estão biuscando para seus filhos- . ESPERANÇA DE VIDA

  73. Paulo Roberto de Oliveira says:

    É um absurdo a não disponibilização deste medicamento para crianças prematuras. Esta atitude do governo é insensível, afinal é filho “dos outros”.
    Jamais poderia imaginar semelhante situação degradante. Vamos deixar a criança morrer? Se acontecer o pior, estão apostando na impunidade? É justo deixar várias famílias sofrerem? O Paraná não faz parte do Brasil? Fica registrada minha indignação dessa atitude. Parabéns ao pai da criança pela luta junto com outras familhas.

    • assis says:

      ola ,sou Assis pai de um prematuro de 25 semanas ,sei muito bem o que o Jurandir esta passando pois tambem passo por isso,meu filho nasceu em maio de 2011 e teve a chamada displasia pulmonar,onde o medico solicitou 5DOSES DO mesmo medicamento(palivizumab)fui na secretaria de saude (10ªregional) nacidade de Cascavel pr e solocitei o medicamento após 40dias veio a resposta negando o pedido, pedido este feito no mes de março de 2012,então procurei a promotoria publica federal e dei entrada em um novo pedido e até agora nada ,no dia 16/06/2012(sabado) meu pequeno teve um principio de pneumonia ,estou com muito medo do que possa vir acontecer.quero dizer para a população do Paraná e Brasil temos que dar um basta neste chamados governantes e isto é atravez do voto temos que nos afastar das urnas o quanto antes possivel .(ISSO PODE ESTAR ACONTECENDO COMIGO E COM O JURANDIR HOJE ,AMANHA POR SER COM VOCE OU FAMILIAR .desculpas pelos erros de portugues pois não sou politico que tenho pessoas que digita para mim…

Deixe uma resposta (os comentários não representam a opinião deste veículo e são submetidos a aprovação)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 41.828 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: