2017 registra maior apreensão de armas e munições da história da PRF no Paraná

Foto: divulgação / PRF

A Polícia Rodoviária Federal do Paraná fez as maiores apreensões de armas e munições da história da equipe no Estado ao longo de 2017. Em balanço divulgado na manhã desta quarta (10), a PRF também anunciou os números de apreensões de drogas, carteiras de cigarros, carros recuperados e prisões feitas nas rodovias federais que cortam o Paraná. Todos os números são maiores em relação ao ano de 2016.

Foram 227 armas apreendidas em 2017, mais que o dobro de 2016, que registrou 126 apreensões deste tipo. O número de munições encontradas pelas equipes teve aumento de 93,5% em relação ao ano anterior. Foram mais de 42 mil munições retiradas de circulação. As apreensões de drogas chegam a quase 53 toneladas: só de maconha, foram 51 toneladas, 26,5% a mais do que em 2016.

Já as apreensões de cocaína passaram de uma tonelada, valor equivalente a quatro vezes à quantidade apreendida ao longo do ano anterior. Quinhentos e cinquenta e dois quilos de crack também foram apreendidos. 21 milhões e 600 mil carteiras de cigarro contrabandeados foram retirados de circulação – o número representa um aumento de 71,4% em relação a 2016 e o valor das cargas é estimado em R$ 118 milhões.

Nas rodovias foram recuperados 726 carros com alerta de roubo e 3.684 pessoas foram presas – destas 368 por tráfico de drogas e 671 por contrabando. Desde 2010, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu 362 toneladas de drogas apenas em estradas paranaenses.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*