90% dos inquéritos de homicídios antigos resolvidos em Curitiba

Curitiba bateu a meta de reduzir em 90% o número de inquéritos de investigação de homicídios cometidos em 2007 ou anos anteriores. O dado faz parte do relatório ”Meta 2: A impunidade como alvo – o diagnóstico da investigação de homicídios no Brasil”, divulgado pelo Grupo de Persecução Penal da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), ligado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Ministério da Justiça (MJ). Na capital, 91,76% dos casos foram solucionados. Dos 1.700 inquéritos, ficaram 140. Segundo o promotor de Justiça Paulo de Lima, que é gestor da Enasp do Ministério Público o resultado geral do Estado não atingiu a meta, porém é satisfatório.

O Rio de Janeiro ficou na primeira posição, porém o estado tinha um volume maior de processos. O promotor relata que  a união das Polícias Civil e Científica, além do Ministério Público do Paraná deu certo e deve ser mantida para números ainda mais satisfatórios.

Segundo o promotor a “meta 2” colocou em evidência o acúmulo de serviço nas delegacias.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*