A cada 32 horas, um banco é alvo de ataques de criminosos no Paraná

Foto: reprodução/Sindivigilantes Curitiba

Foto: reprodução/Sindivigilantes Curitiba

Dados do Sindicato dos Vigilantes de Curitiba e Região Metropolitana (Sindivigilantes), mostram que, apesar de altos, os números apontam uma redução nos crimes em 2015, na comparação com 2014. Neste ano, foram 148 ocorrências a agências ou caixas eletrônicos em todo o estado, sendo 23 em Curitiba.

No ano passado, de janeiro a julho, foram 183 ataques no Paraná e 38 na capital. A queda em nível estadual é de 19% e, municipal, de 66%. Ainda segundo o sindicato, os ataques mais comuns são as explosões de caixas eletrônicos, contabilizando 101 ocorrências em 2015. Neste tipo de registro, houve aumento de 13,5%, já que no mesmo período do ano passado, foram 89. O Paraná figura entre os estados onde mais se registra o crime contra bancos. No último ranking anual, o estado aparece no 3º lugar com maior incidência de ocorrências, ficando atrás apenas de São Paulo (736) e Minas Gerais (392).

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*