Abril tem recorde de 47 doações de órgãos no Paraná

Foto: Secretaria da Saúde do Estado

Foto: Secretaria da Saúde do Estado

47 doações de órgãos foram feitas no Paraná no mês de abril. Esse é o maior número registrado na história no Estado. Até então o recorde era de 45 doações, em agosto de 2016. Nos quatro primeiros meses deste ano, foram 149 doações de órgãos no Paraná. Todas as doações são feitas por intermédio da Central de Transplantes, que é a responsável tanto por conversar com as famílias de possíveis doadores como por gerenciar e coordenar a fila de quem espera por um transplante.  Segundo a diretora da Central de Transplantes, Arlene Badoch, atualmente, o Paraná é o segundo estado com o maior número de doações efetivas no país.

As doações não se restringem apenas a órgãos. Tecidos como a córnea, ossos e pele também podem ser doados. Pacientes que faleceram por causa de morte encefálica podem doar praticamente todos os órgãos.  Já aqueles que sofreram parada cardiorrespiratória podem doar somente tecidos. Doações entre parentes vivos podem ser feitas por qualquer pessoa que esteja disposta e, mediante exames médicos, mostre-se apta. Já doações entre não parentes depende de autorização judicial.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*