Advogada do PCC é presa no Paraguai

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foragida da Justiça desde setembro do ano passado, a advogada Marcela Antunes Fortuna, atuante pela facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), foi presa no Paraguai.

A mulher, de 35 anos, foi encontrada em Ciudad Del Este, mesmo local onde, no dia 24 de abril, dezenas de assaltantes explodiram uma transportadora de valores. Segundo a polícia, ela faz parte de um falso núcleo jurídico do PCC, responsável por atuar na lavagem de dinheiro e também por repassar ordens da cúpula da facção a cúmplices fora dos presídios.

A investigação revela que Marcela sempre estava ciente de todas as operações desenvolvidas pelos integrantes do núcleo. Ela era considerada foragida desde que o Gaeco de Presidente Prudente (SP), junto com a Polícia Civil, desencadeou a operação Ethos, que prendeu 30 advogados ligados ao grupo. O PCC é apontado como o responsável pelo roubo a Prosegur, no Paraguai, no mês passado.

Na ocasião, mais de US$ 12 milhões foram levados pelos assaltantes – quase R$ 40 milhões. A polícia diz que o grupo atuou com pelo menos cinquenta integrantes. Desses, três acabaram mortos em confrontos e outros 14 suspeitos foram presos. Do montante levado, apenas cerca de US$ 1,5 mi foi recuperado.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*