Agente de trânsito alega ter sido agredida em Umuarama

Uma agente de trânsito de Umuarama, no Noroeste do estado, afirma ter sido agredida porque não tinha troco para dar a um motorista. A jovem de 25 anos alega que o condutor quis pagar um cartão de 50 centavos com uma nota de 100 reais. Por não ter troco ela teria sido ofendida e empurrada. Após devolver o empurrão ela foi atingida com um soco na boca e teve de receber cuidados médicos. Tanto ela quanto o motorista registraram boletins de ocorrência. Por outro lado, o homem disse à polícia que apenas se defendeu de uma agressão dela. O delegado do município, Antônio Colombo, diz que aguarda a chegada dos laudos para que possa determinar de fato quem agrediu quem. Segundo a polícia, o homem não pode ser enquadrado na Lei Maria da Penha porque a agressão não foi domiciliar. Na semana que vem a polícia deverá decidir se o acusado será indiciado ou não, dependendo do nível de lesão indicada no laudo do Instituto Médico Legal.

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*