Agentes penitenciários pedem regulamentação do porte de arma

Agentes Penitenciários do Paraná fazem nesta quarta-feira uma manifestação para cobrar a regulamentação do porte de arma para a categoria. Neste dia 11 de abril completa-se um ano que o governador Beto Richa sancionou a lei que autoriza o porte para os agentes, no entanto, os trabalhadores reclamam que a Secretaria de Justiça ainda não emitiu o documento
oficial que permite que os trabalhadores andem armados. Pela estimativa do Sindarpen, 80% dos trabalhadores possuem arma própria, mas não podem usar pela falta desse comprovante. O vice-presidente do sindicato, Anthony Johnson, diz que muitos profissionais acabam sendo presos, pois precisam andar armados para garantir a
própria segurança. O vice-presidente diz ainda que desde que a lei foi sancionada pelo governador os casos de violência contra agentes penitenciários diminuíram. No entanto, muitos dos presos também sabem que, apesar de ser lei, vários profissionais não andam armados, pois não possuem a
posse da arma. A manifestação está marcada para as 9 horas da manhã em frente ao antigo presídio do Ahú. A expectativa é que aproximadamente duzentos agentes participem do movimento. Na ocasião, os trabalhadores vão levar um
bolo para comemorar o aniversário de um ano do decreto da lei que autoriza o porte de armas. Também serão levados estilingues. O objeto é uma referência irônica à forma de defesa que hoje é permitida para categoria.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*