Alunos da UEL se manifestam a favor da instituição e são contra o bloqueio de recursos promovido pelo governo

Foto: Agência UEL/Divulgação

Alunos e membros da comunidade acadêmica da Universidade Estadual de Londrina (UEL) fizeram uma manifestação hoje (sexta-feira) de apoio à instituição e em protesto contra o bloqueio de recursos promovido pelo governo do Estado. O movimento, batizado de “Força UEL”, é contrário ao bloqueio de mais seis milhões e duzentos mil reais das contas da universidade, determinado pela Secretaria de Fazenda do Paraná na última semana. Com gritos de “fora, Beto Richa”, os universitários, funcionários e docentes fizeram atos em todo o campus da UEL. Eles criticam os gastos do governo do Paraná com a Assembleia Legislativa que, segundo eles, é superior ao investimento nas sete universidades estaduais paranaenses e são contrários a inserção da instituição no sistema Sistema de Gerenciamento de Recursos Humanos Meta-4.

O sistema entrega ao governo o controle de administração de pessoal da instituição. Desde 1997, a UEL mantém a gestão de pessoal por meio de uma liminar do Tribunal de Justiça. Na semana passada, com base em uma decisão do Tribunal de Contas, a Secretaria de Finanças do Estado determinou o bloqueio dos recursos da universidade. Desde então, reuniões tem sido realizadas entre representantes do governo e das universidades afetadas para que seja encontrada uma solução para o impasse.

 

Comments

  1. Pedro jonas says:

    Pela primeira vez eu vejo funcionários públicos reclamando dos gastos dos políticos. Agora eu gostaria de ver a forma que o orçamento da UEL está.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*