Após reunião, prefeitura autoriza Yoga no Parque no Jardim Botânico

Foto:Cesar Brustolin/SMCS

O grupo Yoga no Parque foi autorizado pela prefeitura de Curitiba a praticar as atividades no gramado do Jardim Botânico. A autorização foi concedida depois de uma reunião entre a Secretaria do Meio Ambiente e representantes do grupo, realizada na tarde desta terça-feira (24).

O encontro foi marcado após uma polêmica em que alunos e professores do Yoga no Parque foram expulsos do Jardim Botânico, antes de iniciarem a atividade no último sábado. Uma funcionária da administração do jardim pediu que o grupo se retirasse do local, alegando que a prática ali era proibida. A Guarda Municipal chegou a ser acionada para retirar as pessoas.

O grupo existe há 8 anos e utilizava o Jardim Botânico desde 2014 para a prática do ioga. O caso ganhou repercussão nas redes sociais e o próprio prefeito, Rafael Greca, pediu desculpas pela situação. O professor do Yoga no Parque, Silvio Lopes, avalia a reunião de forma positiva.

Além da autorização para manter a atividade no mesmo local no Jardim Botânico, o grupo também já formalizou com a prefeitura a prática em outros dois pontos de Curitiba: o Parque Barigui e as Ruínas de São Francisco.

Segundo a secretaria do meio ambiente, Marilza Dias, as atividades já podem voltar a ser desenvolvidas a partir deste fim de semana, na área que foi determinada no documento assinado na reunião.

O texto lista ainda todos os locais onde o grupo costuma se reunir e a observação de que a atividade é de graça e aberta a todos que quiserem participar.

yoga é uma prática que reúne meditação, controle da respiração e posturas benéficas para o corpo humano. Oferecidas em academias e estúdios especializados, as aulas custam em média entre R$ 50 e 200 reais cada.

No grupo Yoga no Parque a aula é de graça. Silvio destaca que os encontros são para todos e que em oito anos, milhares de pessoas participaram das atividades.

Para participar é só levar um colchonete ou uma canga para sentar. No Parque Barigui e no Jardim Botânico, as aulas são às 9h da manhã, aos sábados. Já nas Ruínas de São Francisco, o grupo se reúne aos domingos, às 9h45.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*