Após sete anos, Foz do Iguaçu confirma primeiro caso de malária contraído na cidade

Depois de sete anos sem registros, o primeiro caso de malária foi confirmado pela Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

Os últimos três casos autóctones, ou seja, contraídos na própria cidade, haviam sido confirmados em 2011. O paciente, um agricultor de 51 anos, sentiu os primeiros sintomas da doença, como febre, calafrios e mal-estar no dia 5 de março. Três dias depois ele procurou atendimento médico em um hospital particular, onde ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por oito dias.

A suspeita é de que o agricultor tenha contraído a doença enquanto pescava no Porto de Areia, às margens do Rio Iguaçu. Desde janeiro, seis casos da doença foram notificados no município.

Destes, dois foram confirmados: o autóctone e um importado da Amazônia, onde se concentram cerca de 97% dos casos do país, conforme o Ministério da Saúde. Em 2007, Foz do Iguaçu teve um surto de malária, com 44 casos positivos.

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*