Arquidiocese de Maringá não quer imagem da Catedral em cartaz da parada gay

A Arquidiocese de Maringá pediu oficialmente a retirada do cartaz de divulgação da parada gay no Município que traz estampado o desenho da Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, o principal cartão postal da cidade. O cartaz mostra a Catedral atingida por um raio de luz e ‘explodindo’ em um arco-íris. De acordo com o padre Bruno Eliseu Versari, da paróquia Santa Maria Goretti, o pedido da retirada do cartaz é porque a catedral é um símbolo religioso, de fé e não pode ser usada para determinados grupos ou fins.

O presidente do Grupo Dignidade, Tony Reis, não pensa da mesma forma. Para ele, o cartaz deve ser mantido.

Estão marcadas para hoje reuniões entre grupos gays de Maringá e integrantes da Arquidiocese da cidade.

 

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*