Auditores do TCU fazem reunião com prefeito de Jandaia do Sul

Auditores do Tribunal de Contas da União (TCU) estão neste momento em reunião com o prefeito de Jandaia do Sul, José Borba (PP). Os auditores estão apurando como a administração local está gastando os R$ 15,3 milhões repassados pelo Ministério do Turismo nos últimos três anos. A cidade foi a recordista em convênios com o Ministério do Turismo no Paraná, mesmo tendo pouca vocação turística. O volume de recursos chamou a atenção do Ministério Público (MP) federal, que já instaurou inquérito para apurar a aplicação dos recursos e pediu uma auditoria do Tribunal de Contas da União e da Controladoria Geral da União em Jandaia do Sul. Entre os alvos da auditoria estão a construção do teatro municipal, a revitalização da praça central no valor de 300 mil reais, o investimento de 500 mil no Parque de Exposições e de 100 mil reais na restauração de uma praça no entorno da Igreja Matriz. Além de 200 mil reais em gastos para festividades natalinas e 50 mil reais no carnaval. O procurador Natalício Claro da Silva, que abriu procedimento investigatório na Procuradoria da República de Maringá, informou hoje que não atenderá a imprensa porque as investigações estariam ainda no início. A portaria de instauração do procedimento investigatório já foi publicada em Diário Oficial. Apenas lembrando, quando foi deputado federal José Borba foi apontado como um dos integrantes do esquema conhecido como “Mensalão” do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Chegou a renunciar o cargo para evitar a perda dos direitos políticos. Para quem não conhece, Jandaia do Sul fica no Vale do Ivaí, Norte do Paraná, e é conhecida como a “Cidade Simpatia”. A população estimada é de 25 mil, 133 habitantes.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*