Auxílio-livro é aprovado para juízes e magistrados do TJ-PR

A criação do auxílio-livro para o Tribunal de Justiça do Paraná foi aprovada hoje na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná. A votação em plenário deve ser marcada para os próximos dias. O projeto do TJ-PR prevê que juízes e magistrados podem gastar até três mil reais por ano com livros, softwares e outras publicações para se atualizarem e depois pedir reembolso para o poder judiciário. O deputado Caíto Quintana, do PMDB, apresentou uma emenda para pedir que as publicações ficassem nas comarcas em que trabalham os magistrados. Pelo projeto original, os juízes e desembargadores poderiam levar para casa os produtos comprados com dinheiro público. Os deputados também aprovaram nesta terça na CCJ um reajuste de 5,1% para os servidores do poder judiciário e 11,93% para os servidores aposentados, o que vai gerar um gasto extra de 780 mil reais por ano. O TJ também conseguiu a aprovação em plenário da criação de mais 83 cargos para o tribunal.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*