Bandidos bloqueiam rodovia e explodem carro-forte na Serra do Mar

(Foto: divulgação/ PMPR)

(Foto: divulgação/ PMPR)

Um carro-forte foi alvo de uma ação ousada de bandidos na noite desta segunda-feira (10), na Serra do Mar, entre Curitiba e o litoral. Homens fortemente armados bloquearam a BR-277 para explodir o veículo da transportadora de valores.

O armamento utilizado foi um fuzil ponto 50, que serve para neutralizar ataques aéreos e destruir carros blindados. Foi por volta das 20h, no km 44 da rodovia, em Morretes. De acordo com informações da polícia, a quadrilha usou um caminhão para bloquear a BR e, em seguida, passou a disparar contra o carro-forte. Quando conseguiram fazer o veículo parar, explodiram as laterais do automóvel.

(Foto: divulgação/ PMPR)

(Foto: divulgação/ PMPR)

(Foto: divulgação/ PMPR)

(Foto: divulgação/ PMPR)

Os vigilantes chegaram a revidar, mas decidiram fugir para um matagal. Áudios de policiais e de motoristas começaram a circular no WhatsApp em seguida.

Com a troca de tiros, a rodovia foi bloqueada para segurança dos motoristas.

Uma pessoa que passava pelo local no momento do roubo acabou sendo atingida por um tiro, mas foi hospitalizada e não corre risco de morte. Mais tarde, outras duas pessoas foram presas enquanto recolhiam cédulas que estavam espalhadas pela rodovia. Depois de encaminhadas à delegacia, foram liberadas. Os bandidos conseguiram fugir.

Um dos carros utilizados pelos assaltantes foi abandonado em uma região próxima ao local. O veículo foi adaptado para o assalto: os bancos foram removidos e um suporte foi instalado para o armamento, assim como uma proteção para quem atirava. O fuzil ponto 50 tem sido encontrado com bandidos no Brasil pelo menos desde 2006, quando houve uma apreensão em Pernambuco. Na ocasião, a polícia descobriu que a arma havia saído da Romênia e entrado pelo Paraguai.

Em 2009, foram registrados casos em Minas Gerais e no Pará. Em 2010, no Rio de Janeiro. No ano de 2011, mais duas situações no estado carioca. Em 2013, foi a vez de São Paulo. No Paraná a primeira ocorrência foi em 2014. O armamento foi criado pelos norte-americanos para combates contra veículos blindados em guerras no Afeganistão e no Iraque.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*