Bens de prefeito de Piraquara são bloqueados

Estão bloqueados os bens do prefeito de Piraquara, região metropolitana de Curitiba. A justiça determinou nesta quinta-feira ainda a indisponibilidade da conta bancária de Gabriel Jorge Samaha (PPS), mais conhecido como prefeito Gabão. A suspeita é que houve mau uso do dinheiro público, no contrato firmado com duas empresas de transporte que prestam serviços ao município. Outros três empresários de duas transportadoras tiveram os bens bloqueados. Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), o processo licitatório irregular gerou um prejuízo de R$ 4,3 milhões ao município. As duas empresas que participaram da licitação eram dos mesmos donos e ficavam no mesmo endereço, o que gerou a desconfiança, já que eram as únicas que participavam do processo. Ou seja, não houve concorrência. Segundo o promotor Marco Aurélio Tavares, da 3ª Promotoria de Justiça de Piraquara é evidente a prévia intenção de fraude entre os requeridos. O prefeito Gabão só vai se pronunciar depois que for notificado pelo Ministério Público.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*