Cai desigualdade salarial entre homens e mulheres no Estado

Foto: ANPr

Foto: ANPr

A diferença entre a remuneração dos homens e das mulheres tem diminuído no Paraná e atinge um total de 19%. O Estado tem hoje a menor desigualdade de salários entre os sexos do sul e do sudeste do País. Essa é a conclusão da Rais, Relação Anual de Informações Sociais divulgada pelo Ministério do Trabalho. No ano passado, a remuneração média dos homens no Estado foi de dois mil seiscentos e vinte e nove reais contra dois mil duzentos e seis das mulheres. A Rais revela ainda que em 2014 os homens ganhavam 21% mais do que as mulheres e em 2010 a diferença era ainda maior, de 23%. Para o diretor presidente do Ipardes, o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social, Julio Suzuki Júnior, os números são o reflexo da crescente escolaridade das mulheres.

O levantamento aponta que entre 2010 e 2015, o salário médio das mulheres no Paraná subiu 64% contra um aumento de 59% dos homens. Julio Suzuki explica que a baixa remuneração das mulheres no setor de serviços domésticos acentua a desigualdade entre os salários.

A pesquisa do Ipardes com base na Rais também lista os setores que lideram a remuneração da mão de obra feminina no Paraná. O setor de eletricidade e gás foi o que pagou os maiores salários, em média cinco mil quinhentos e cinquenta e oito reais. Em seguida vem a atividade financeira, seguros e afins, com quatro mil quinhentos e dezenove reais. Os menores salários para as mulheres estão nos serviços domésticos, com novecentos e noventa e quatro reais e o setor de alojamento e alimentação, com mil duzentos e cinquenta e um reais.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*