Candidato a vice de Bolsonaro defende nova Constituição sem Assembleia Constituinte

(Foto: Lenise Klenk/BandNews Curitiba)

Candidato à vice-presidência na chapa de Jair Bolsonaro, do PSL, o General Hamilton Mourão, do PRTB, defendeu em Curitiba nesta quinta-feira (13) a elaboração de uma nova Constituição Federal para o Brasil, sem a Convocação de uma Assembleia Constituinte. Ele apresentou uma palestra no período da tarde no Centro de Eventos do Instituto de Engenharia do Paraná.

Durante a apresentação, o candidato a vice mencionou poucas vezes e de forma discreta o nome de Bolsonaro, que está internado há uma semana, desde quando foi esfaqueado durante um ato de campanha em Minas Gerais. Para uma plateia lotada, o general disse que a atual Constituição é um dos motivos da crise econômica e defendeu reformas, como a tributária e a fiscal.  O general defende uma carta escrita por uma comissão formada pelo que chama de “notáveis”. 

O general nega que a ideia de evitar uma constituição escrita por representantes do povo seja antidemocrática e diz que se trata de uma opinião pessoal.

Uma consulta feita pelo PRTB nesta semana ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sem consultar o PSL ou a família de Bolsonaro provocou desconforto na coligação. A intenção é saber se Mourão pode participar de debates na TV no lugar do candidato a presidente. O general tentou minimizar a importância da medida dizendo se tratar de uma consulta informal.

Mourão reconheceu que a candidatura perdeu espaço com a ausência de Bolsonaro. O candidato a presidente pelo PSL passou nesta quarta-feira (12) por uma nova cirurgia no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para desobstrução do intestino, atingido pela facada.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*