Casa da Memória Ferroviária tem cem novas peças

Foto: divulgação / Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)

A Casa da Memória Ferroviária no centro de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, recebeu na semana passada um acervo de mais de 100 bens de valor histórico. São fotografias, documentos, instrumentos e objetos pessoais usados pelos trabalhadores ferroviários que atuaram na região de Curitiba desde o século 19. O acervo foi cedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, que desde 2007 faz um inventário dos bens da antiga Rede Ferroviária Federal SA. Desde então já foram catalogados mais de 67 mil itens pelo país – que vão de locomotivas, vagões, carros de passageiros e maquinário até móveis, relógios, sinos, telégrafos e papéis. Outro esforço que o Iphan empreende no Paraná é pela restauração de locomotivas. Neste momento uma está sendo restaurada em Curitiba e há negociações para reforma de duas outras em Londrina, uma em Ponta Grossa e uma em Maringá.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*