Cerca de cinco mil pessoas monitoradas por tornozeleiras eletrônicas serão beneficiadas com escritório social

Foto: Arnaldo Alves / ANPr

Cerca de cinco mil pessoas que são monitoradas por tornozeleira eletrônica serão beneficiadas com um escritório social que foi inaugurado pelo Governo do Paraná. O local vai ofertar diversos serviços de cidadania para auxiliar na integração social dos ex-detentos. O Paraná é o segundo estado do Brasil a adotar a iniciativa, que faz parte do projeto Cidadania dos Presídios, do Conselho Nacional de Justiça. O escritório será gerido pelo Departamento Penitenciário (Depen-PR), órgão ligado à Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, com orientação do Tribunal de Justiça.  De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, a iniciativa do escritório social é integrada à Unidade de Progressão do Complexo Penitenciário de Piraquara, espaço modelo no tratamento penal.

O espaço é uma rede de apoio, que conta com a participação de várias secretarias de Estado e instituições parceiras. O diretor-geral do Depen, Luiz Alberto Cartaxo, afirma que o escritório representa a modernização do sistema penitenciário.

O escritório social fica no bairro Atuba, em Curitiba, no local onde funcionava Centro de Regime Semi-Aberto Feminino, na Rua Monteiro Tourinho, 1506.

Comments

  1. SIRLEI SCHIESSL says:

    por gentileza gostaria do numero de telefone para informação de horario de atendimento e documentação necessaria para o mesmo

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*