Chuva deixa mail de três mil casas sem energia em Curitiba e RMC

Mais de três mil casas ficaram sem energia elétrica, em Curitiba e Região Metropolitana, devido a forte chuva registrada entre à noite de domingo (24) e a manhã desta segunda-feira (25). De acordo com a Companhia Paranaense de Energia (Copel), as regiões com maiores pontos de desligamento foram no bairro Bacacheri, e nas cidades de Colombo e Quatro Barras. Além disso, segundo a Copel, quinhentas residências ficaram sem energia elétrica em São José dos Pinhais. A chuva também causou queda de árvore e desligamento de semáforos. Desde a última sexta-feira (23), o acumulado de chuvas na capital paranaense ultrapassou 80 milímetros. De acordo com o Simepar, da meia noite até às 8h da manhã desta segunda-feira (25), o volume de chuvas chegou a 12 milímetros. Neste momento, não há nenhuma ocorrência grave registrada pela Defesa Civil, apenas alguns semáforos estão com problemas no Centro, Santa Cândida e Água Verde. A Prefeitura de Curitiba também informou que houve a queda de uma árvore na Praça Rui Barbosa, mas sem interdição das ruas. O inspetor Nelson de Lima Ribeiro, coordenador técnico de proteção e defesa civil de Curitiba, diz que apesar de não haver ocorrências significativas, as equipes da defesa civil estão de plantão para dar suporte aos moradores.

A prefeitura de Curitiba e a Defesa Civil municipal não têm um levantamento oficial sobre os pontos de alagamento na capital paranaense. No entanto, de acordo com o inspetor da defesa civil, é possível identificar alguns pontos críticos de alagamento no Centro da cidade. Nelson de Lima Ribeiro explica que um dos motivos dos alagamentos nesta região é a impermeabilização do solo, que é quando a terra é tampada com calçadas, telhado e asfalto.

O inspetor da defesa civil ainda fala que o lixo acumulado, principalmente na encosta dos rios, é outra causa de alagamentos em períodos de chuvas.

Na última sexta-feira (22), mais de 700 pessoas foram afetadas pela chuva que atingiu Curitiba. Os transtornos foram causados principalmente na região Sul da cidade e atingiram 177 residências. O volume de chuva chegou a 40 mm em apenas duas horas, com rajadas de vento que chegaram a 35 Km/hora. Ontem (domingo), um córrego na região do bairro Portão, em Curitiba, transbordou após a forte chuva. A força da água derrubou o muro da garagem de um prédio. De acordo com moradores, duas motocicletas e quatro carros foram atingidos pela água – que chegou a mais de um metro de altura. Ninguém ficou ferido. Segundo a Prefeitura de Curitiba, vinte pontos da cidade registraram alagamento no sábado (23). Outro muro caiu em um condomínio, no bairro Portelinha. De acordo com a Administração Municipal, algumas pessoas foram retiradas das casas e receberam cestas básicas.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*