Clientes do HSBC relatam filas e transtornos na transição para o Bradesco

Muitos correntistas de Curitiba que tinham conta no banco HSBC estão tendo problemas na transição para o Bradesco. Na agência Palácio Avenida, no calçadão da Rua XV de Novembro, no centro de Curitiba, não foi difícil encontrar clientes insatisfeitos. Como foi o caso do eletricista Tiago dos Santos, que nem conseguiu acessar a conta corrente.

Os clientes que precisaram utilizar os caixas eletrônicos tiveram que esperar bastante tempo. Alguns chegaram a desistir, como o vigilante Silvano de Oliveira, que foi pra casa sem retirar dinheiro da conta.

Mesmo aqueles que teriam prioridade tiveram que esperar. O aposentado Celso Dalnegro ficou indignado com a demora.

Segundo o banco Bradesco, os clientes receberam um kit de boas vindas com o cartão do banco, um novo número de conta-corrente e instruções para habilitar a conta.

De acordo com a Coordenadora do Procon Paraná, Claudia Silvano, aqueles que ainda não receberam o material devem entrar em contato com o gerente da respectiva agência.

Os contratos com os clientes do HSBC serão mantidos e as taxas cobradas serão as mesmas. Ainda assim, a coordenadora do Procon Paraná orienta que aqueles que não tem uma cópia do documento solicitem-no junto a instituição financeira.

Pelo Código de Defesa do Consumidor, nenhum contrato pode ser alterado unilateralmente, ou seja, sem que o cliente seja informado.

Pela plataforma consumidor.gov.br também é possível fazer qualquer tipo de reclamação. O banco tem dez dias para apresentar uma solução para o problema. Para tirar as dúvidas dos clientes, o Bradesco criou um site, é o: boasvindas.bradesco/bemvindo/

Correntistas da Caixa enfrentam problemas no retorno da greve

Correntistas da Caixa Econômica Federal enfrentaram lentidão no atendimento das agências do centro da capital. Durante a tarde, alguns clientes relataram que chegaram a esperar por horas na fila. Foi o caso da vendedora Emily Machado.

A falta de funcionários nas agências e a grande procura pelos serviços, com o encerramento da greve dos bancários, dificultaram ainda mais a situação. Foi o que destacou o recepcionista Jackson Felipe, que teve que ter paciência pra ser atendido.

Após 31 dias de greve, a expectativa era de que as agências abrissem uma hora mais cedo, como o prometido pelo banco e que aconteceu na última sexta-feira. A ideia do tempo extra era de que as pessoas pudessem realizar as transações bancárias que ficaram pendentes com a paralisação da categoria. Mas muitos ouvintes relataram à BandNews logo cedo que não conseguiram ser atendidos de imediato.

O Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região orienta que as pessoas que tiverem problemas no atendimento antecipado aguardem nas agências e, se quiserem, registrem as reclamações na Ouvidoria da Caixa no 0800 725 7474.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*