Com paralisação, expectativa do turismo é de baixo movimento no feriado de Corpus Christi

Com a paralisação dos caminhoneiros, a movimentação nas estradas, aeroportos e rodoviárias do Paraná deve ser menor neste feriado de Corpus Christi. Uma agência de turismo de Curitiba teve queda na procura de pacotes de 23% em relação ao mesmo período do mês passado, quando nem havia feriado. Considerando que em períodos de feriado prolongado a procura aumenta, o prejuízo deve ser ainda maior.

Segundo a diretora da agência, Bibiana Antoniacomi, muitos clientes têm adiado ou cancelado as viagens que já estavam marcadas.

De modo geral, a rede hoteleira e as empresas de passagens aéreas têm contribuído para a remarcação de reservas sem cobrança de custo adicional. O prejuízo para o setor ainda não foi calculado. Mas para Bibiana é um custo que não vai ser recuperado.

Não existe uma regra específica para a situação de cancelamentos. É preciso ficar atento ao que diz o contrato do serviço que foi adquirido. Em via de regra, quanto mais perto da data da reserva, maiores são as multas para a remarcação ou cancelamento da viagem. Mas a diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, orienta que os consumidores tentem negociar com as empresas da melhor maneira possível e, caso seja necessário, procurem ajuda na entidade.

Até o momento a maior procura no Procon-PR sobre o assunto tem sido em busca de orientação. Por conta do feriado, o Procon não vai atender pessoalmente ou por telefone entre amanhã e dia 1º de junho. As atividades vão ser retomadas a partir do dia 4 de junho, segunda-feira.

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*