Comissão Processante busca provas contra Barbosa Neto

Os vereadores que fazem parte da Comissão Processante que investiga o uso de vigias contratados pela Prefeitura de Londrina na segurança particular de uma rádio da família do prefeito Barbosa Neto (PDT) abriram ontem (quinta) os trabalhos de busca de provas. Somente esta semana, os vereadores receberam a defesa do prefeito. De acordo com o vereador Roberto Kanashiro, do PSDB, presidente da Processante, doze testemunhas serão ouvidas nas próximas reuniões, que já foram agendadas. O próprio prefeito, por solicitação dele mesmo na defesa, também será ouvido pela comissão.

O julgamento das provas só será feito após todas as testemunhas, de defesa e de acusação, serem ouvidas. O processo pode ser arquivado ou indicar a cassação de Barbosa Neto, quase no final do primeiro mandato.

A próxima reunião da Processante, já ouvindo testemunhas, será na segunda-feira. A comissão tem até o dia 5 de agosto para fazer o relatório final.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*