Comissão Processante investiga Barbosa Neto hoje

A votação da Comissão Processante que investigará o uso de vigias de uma empresa contratada pela Prefeitura de Londrina para prestar serviço em rádio do prefeito Homero Barbosa Neto (PDT) está marcada para hoje ,na Câmara de Vereadores. A votação ocorre após a decretação ontem da prisão preventiva do ex-secretário de Londrina, Marco Cito e do ex-funcionário público e empresário Ludovico Bonato. Os dois foram presos em flagrante pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) acusados de compra de votos. Ludovico Bonato foi detido no momento em que entregaria 20 mil reais para o vereador Amauri Cardoso (PSDB). O objetivo seria garantir que o parlamentar votasse contra a abertura da Comissão Processante. O prefeito Barbosa Neto, que estava em Brasília no momento das prisões, entrou em defesa dos dois detidos – dizendo que eles merecem respeito.

Marco Cito é ex-secretário de Governo e atualmente havia sido cotado para coordenar a campanha do PDT de Londrina para as eleições deste ano. Para o prefeito Barbosa Neto, a Operação feita pelo Gaeco foi “espalhafatosa”.

E o prefeito de Londrina complementou: segundo ele, nunca nenhum outro prefeito brasileiro foi tão investigado pelo Ministério Público.

Dos 13 votos que precisa para iniciar a investigação, a oposição tem apenas 12. Pelo menos, por enquanto.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*