Conexão Brasília: Lei da adoção

Logo no início dos trabalhos do ano Legislativo, o Congresso Nacional deve debater as mudanças na Lei de Adoção. A proposta traz pontos polêmicos. O deputado federal do PMDB do Paraná, João Arruda, explica que o texto determina que recém-nascidos e crianças acolhidas não procuradas pelas famílias no prazo de 30 dias sejam automaticamente cadastradas para adoção.

Entre as propostas de mudanças estão ainda a priorização da adoção de grupos de irmãos e crianças além de adolescentes com problemas de saúde. Somente no Paraná, cerca de novecentas crianças aguardam a adoção em abrigos.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*