Conselho da Comunidade, que atua na vistoria de carceragens, quer visitar sala em que Lula está

A presidente do Conselho da Comunidade da Região Metropolitana de Curitiba, Isabel Mendes, enviou um ofício ao superintendente da Polícia Federal do Paraná para ter acesso a carceragem da PF, na capital paranaense. Desde a noite de sábado (07), o ex-presidente Lula está em uma sala especial, onde cumpre a pena de doze anos e um mês de prisão.

Segundo a advogada, há uma preocupação quanto às condições a que são submetidos os presos custodiados na Polícia Federal. Em relação aos alimentos, Isabel afirma que as refeições não são manipuladas individualmente, o que pode representar risco ao ex-presidente Lula.

O Conselho da Comunidade é um órgão da execução penal, que atua na vistoria das carceragens. Isabel afirma que o superintendente em exercício da polícia federal, Roberval Vicalvi, garantiu que Lula está em boas condições.

O presidente estadual do PT no Paraná, Doutor Rosinha, afirmou que a família de Lula pode definir a melhor data para vir a Curitiba. O dia estabelecido para entrada de visitantes na carceragem da Polícia Federal é quarta-feira.

No ofício encaminhado ao superintendente da Polícia Federal do Paraná, Isabel reforça que o Conselho da Comunidade já realiza inspeções mensais ao Complexo Médico Penal, em Pinhais, na Grande Curitiba, onde estão detidos outros 14 presos da Lava Jato.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*