Conselho Regional de Medicina vai punir médico responsável por cirurgia da UEL publicada na internet

Uma sindicância foi encaminhada pelo Conselho Regional de Medicina para apurar quem foram os envolvidos no caso da divulgação de um vídeo filmado dentro do Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina, no norte do estado. O paciente estava sendo operado para a retirada de um peixe pelo abdômen que havia sido inserido pelo reto e durante a gravação, as pessoas dentro do operatório tiravam sarro e faziam chacotas da vítima. Caso seja comprovada a participação de médicos no registro, haverá punição para os envolvidos, como explica o presidente do Conselho Regional de Medicina, Alexandre Gustavo Gley.

O médico ainda explica que caso seja comprovado apenas à participação de estudantes, não cabe ao conselho prever a punição,mas sim o centro acadêmico responsável pelos alunos.

De acordo com o presidente, é comum a produção de vídeos dentro das salas operatórias tanto para momentos pessoais, como partos, quanto para criação de materiais pedagógicos para serem aplicados nas salas de aula. Mas em ambos os casos, é imprescindível a autorização do paciente.

O resultado da sindicância deve sair nos próximos dias.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*