Conta de luz da Copel sobe 31,8% para residências a partir desta segunda-feira

A tarifa de luz da Copel vai ficar mais cara a partir desta segunda-feira (02). A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou nesta sexta-feira (27) um reajuste médio extraordinário de 36,4%, para a tarifa da Copel. O reajuste do Paraná é o quarto mais alto do País, entre as 58 distribuidoras de energia que terão tarifa elevada a partir deste mês. Segundo a Copel, a conta de luz das residências vai subir 31,8%. Para o setor industrial, o aumento médio será de 38,9%.

Os impactos da Revisão Tarifária Extraordinária são diferentes conforme a região onde a distribuidora atua. Para as concessionárias que atuam nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, o impacto médio, ponderado pela receita das distribuidoras, será de 28,7% e, para as distribuidoras que atuam nas regiões Norte e Nordeste, o impacto médio será de 5,5%. As variações dependem também da administração de cada companhia. Segundo a Aneel, no que se refere à compra de energia, o efeito mais representativo foi a variação dos custos de Itaipu. A energia da usina é alocada na forma de cotas às distribuidoras que atuam nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e representa aproximadamente 20% da compra de energia dessas concessionárias.

As tarifas a serem aplicadas por Itaipu em 2015 foram reajustadas em 46%, em dólar. A agência afirma que o principal motivo para a variação da tarifa de Itaipu foi o cenário hidrológico adverso de 2014, em razão das vazões abaixo das médias históricas. Mais um reajuste está previsto para ser aplicado neste ano.

No dia 24 de junho de 2015, a Copel deve anunciar o reajuste anual ordinário. Quando a Aneel autorizou a companhia a reajustar a tarifa em 35%, em junho do ano passado, o governador Beto Richa determinou um aumento menor, de 25%. A diferença poderá ser repassada ao consumidor no próximo reajuste, em junho deste ano.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*