Copa do Mundo: por que os jogadores cospem tanto?

Com os jogos da Copa do Mundo a todo vapor, as atenções se voltam cada vez mais para as seleções que avançam nas oitavas de final. O Brasil garantiu uma vaga na manhã desta segunda-feira (2), em partida disputada contra o México, e quem assiste os duelos pela televisão não tem como não notar: se tem uma coisa que os jogadores fazem quase que o tempo todo, além de correr atrás da bola, é cuspir.

Mas por que é que isso acontece? A BandNews foi atrás da resposta e quem explica é o educador físico Marcio Magalhães.

É assim: a prática de exercícios físicos intensos exige uma respiração mais forçada. Como as narinas não têm espaço suficiente para a entrada e saída de ar que o corpo precisa para equilibrar a temperatura, é normal a pessoa respirar também pela boca, que seca.

Quando isso acontece, é comum a ingestão de água, mas os atletas não conseguem fazer isso o tempo todo. Então o cérebro – para evitar a desidratação – estimula as glândulas salivares como resposta à sede.

O correto seria que eles engolissem a saliva, mas a produção é muito alta e o excesso acaba dispensado. Por outro lado, quando os jogadores conseguem parar e beber água, o que chama a atenção é que parte do que é ingerido passa por um bochecho e, em seguida, também vai parar no gramado.

A boca humana produz até dois litros de saliva por dia – os homens mais do que as mulheres, por possuírem glândulas salivares maiores – e o líquido tem funções muito importantes. Ela é a primeira etapa da digestão e serve para umedecer e lubrificar o interior da cavidade bucal, o que facilita a fala, transforma os alimentos em uma massa mais fácil de ser digerida e ajuda a controlar a quantidade de água no organismo.

Por outro lado, refluxos gastroesofágicos, infecções na boca ou garganta, alguns medicamentos e algumas gestações também podem aumentar a salivação. De modo que é importante buscar ajuda médica em caso de excessos muito persistentes.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*