Cresce procura por vacinas em clínicas particulares

A divulgação do aumento de casos de gripe A no Paraná provoca uma corrida a clínicas privadas para a vacinação contra a doença. Em alguns locais em Curitiba, o aumento na movimentação chega a 30% nos últimos dias. A campanha nacional de vacinação deste ano atendeu apenas grupos específicos como grávidas, idosos acima de 60 anos, crianças de seis meses a dois anos e profissionais de saúde. O diretor de um laboratório de Curitiba, Milton Zymberg, afirma que o ideal seria que a população se vacinasse antes do inverno, mas agora com a publicação dos dados sobre a doença, mais pessoas tem procurado fazer a imunização.

O laboratório atende a 200 pessoas por dia e teve um aumento no movimento é de 15%. O diretor explica que a vacina contra a gripe A é indicada para qualquer pessoa. Crianças acima de seis meses podem receber a dose. Quem se vacina raramente tem reações adversas.

Outra clínica de Curitiba, que atende a 100 pessoas por dia, teve um aumento na procura pela vacina contra a gripe A de 30%. As doses custam entre 60 e 70 reais. Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, neste anos foram registrados 64 casos da doença, contra apenas dois no ano passado. Cinco pessoas morreram e em 2011 não houve registro de mortos em decorrência da gripe. A partir da semana que vem, a secretaria vai divulgar os dados sobre o número de contaminados semanalmente, sempre às segundas-feiras.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*