Curitiba está entre as 5 capitais com maior número de incêndios por curto-circuito

De acordo com dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), em 2017, em todo Brasil, foram registrados 451 incêndios por sobrecarga ou curto-circuito e 30 vítimas fatais decorrentes destes acidentes. No topo do ranking das cidades com maior número de ocorrências está Campo Grande, que registrou 28 casos, seguida de Manaus e Teresina com 17, Recife com 13 ocorrências e Curitiba com 12 registros.

O levantamento é feito com base em informações divulgadas pelos meios de comunicação. O engenheiro eletricista e diretor da Abracopel, Edson Martinho, diz que os números revelam que as instalações elétricas nas moradias brasileiras ainda são bastante precárias.

O levantamento da Abracopel sobre as instalações elétricas no país apontou que 71% das residências brasileiras não tinham qualquer tipo de projeto elétrico. Conforme o engenheiro eletricista, as ocorrências de curto-circuito e incêndios nas edificações geralmente têm relação a falta de manutenção nas instalações. De acordo com o Edson Martinho, é importante que a cada cinco anos seja feita uma vistoria em toda parte elétrica da edificação para evitar qualquer tipo de problema.

Só neste ano, de janeiro a abril, o Corpo de Bombeiros registrou 213 casos de incêndio em edificações em Curitiba. De acordo com o Major Leonardo Mendes, chefe da comunicação social dos Bombeiros, apesar de não ser possível diferenciar os dados conforme a causa da ocorrência, boa parte dos casos está, sim, relacionados à sobrecarga ou curto-circuito das instalações.

O major do Corpo de Bombeiros orienta para que os moradores fiquem atentos para que os aparelhos estejam de acordo com a rede elétrica da casa. Segundo Leonardo Mendes, se a corrente elétrica está acima do que a fiação suporta, ocorre superaquecimento dos fios, podendo dar início a um incêndio.

Segundo Leonardo Mendes, um dos problemas mais comuns e aparentemente um dos mais inofensivos encontrados dentro das residências, é o de ligar vários equipamentos elétricos na mesma tomada com o uso de réguas e adaptadores.

Toda a instalação elétrica precisa estar de acordo com a Norma Brasileira 5.410 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e qualquer modificação na rede elétrica das edificações deve ser sempre acompanhada por um especialista.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*