Curitiba recebe bicicletada diferente

Uma bicicletada diferente foi realizada no início da tarde de hoje em Curitiba. Homens vestidos com terno, gravata e sapato, e mulheres com saias, meias finas e salto alto fizeram o trajeto com a bicicleta elétrica do Alto da XV até o bairro Batel. O objetivo desse movimento, que foi apelidado de “bicicletada executiva” ou “bicicletada da gravata”, foi mostrar que é possível utilizar o veículo qualquer que seja a forma com a qual você precisa trabalhar. O organizador do evento, Roberto Stier, conta que a ideia era realizar uma reunião de negócios “a pedaladas”. A advogada Luciana Bonato utiliza a bicicleta elétrica há 4 meses. Ela conta que, por dia, chega a percorrer 20 km. Para ela, existem muitas dificuldades para quem utiliza o modal. Uma das maiores é a falta de estacionamento.
Para a estudante Ana Claudia Stier o maior atrativo desse meio de transporte é a sensação de liberdade. Ela também chama atenção para importância de discutir sobre a necessidade de outros veículos que não o carro. O estudante Égon Zulaufi tem 17 anos e afirma que a bicicleta provavelmente veio para substituir um futuro carro.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*