Curitibana desenvolve glitter que não agride o meio ambiente

Foto: arquivo pessoal Luísa Covolan

Uma empresa curitibana desenvolveu um glitter ecológico para quem quer curtir o Carnaval sem agredir o meio ambiente. O glitter tradicional é feito por micropartículas de plástico, que não são biodegradáveis e acabam se acumulando nos oceanos. O material também pode colocar em risco a vida marinha, ao ser ingerido por peixes, por exemplo. Mas o glitter da artesã Luísa Covolan é natural.

O material faz parte de uma linha de cosméticos naturais que Luísa desenvolveu, chamada Raiz Produtos. São três opções de cores: dourado, pérola e bronze, mas a artesã destaca que a matéria-prima permite fazer qualquer coloração.

O resultado na pele é diferente. A purpurina tradicional tem partículas de alumínio que brilham ao refletir a luz. Mas Luísa garante que a opção ecológica substitui bem e dá luminosidade. O produto pode ser usado também em trabalhos escolares ou artísticos como uma alternativa sustentável. Mas tem sido procurado, mesmo, para os próximos dias de folia.

O glitter ecológico está disponível na Casa Holística, no Edifício Anita, na rua Cândido Lopes, 304. O kit com as três cores disponíveis – bronze, pérola e dourado, custa 30 reais.  A loja fica aberta hoje (quinta) até as nove da noite. Nos próximos dias, Luísa vai vender o produto no Festival Psicodália, em Rio Negrinho (SC).

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*