Curso oferece treinamento para “casais grávidos”

(Foto: Divulgação/CEMUC)

Hoje e amanhã, futuros papais que moram em Curitiba podem participar do Curso Parto Amoroso, promovido pelo Centro de Apoio às Mulheres ou ao Casal Grávido (CEMUC) em parceria com o Shopping Total.

O treinamento para “Casais Grávidos” busca integrar os pais ao processo da gestação e prepará-los para acompanhar o parto e cuidar do bebê. Desde 2005, a “Lei do Acompanhante” garante aos homens o direito de assistir ao nascimento dos filhos ao lado da gestante.

O treinamento orienta os pais sobre como se comportar no ambiente hospitalar, o que pode e o que não pode ser feito dentro da sala de parto e como ajudar a parceira com exercícios de respiração. Os alunos também aprendem sobre reações afetivas depois do nascimento do bebê e amamentação.

A médica obstetra Virginia Merlin, explica que o objetivo é ajudar os homens a se tornarem mais presentes neste momento do casal.

O curso é destinado para pais e mães que estejam em qualquer etapa da gestação. A médica também destaca que essa participação do pai durante a gravidez e nos cuidados com o bebê após o nascimento contribui para o desenvolvimento da criança.

O curso é feito na sala do cinema do Shopping Total, no bairro Portão. As aulas vão das oito da noite até as dez e meia da noite. Entre os temas abordados estão técnicas para lavar as mãos corretamente e fazer a paramentação para entrar na sala de parto, informações sobre gravações de imagens e fotos no momento do nascimento, além de exercícios respiratórios.

Outras edições do curso estão previstas para os meses de abril, junho, agosto, outubro e dezembro. A CEMUC tem um projeto para lançar o curso também em plataformas online.

As inscrições são de graça e podem ser feitas no blog cursopartoamoroso.blogspot.com.br. A CEMUC pede a doação de 10 novelos de lã e 1 pacote de fralda, que são doados para instituições de caridade.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*