Curso preventivo de reciclagem pode ser estendido a condutores das categorias A e B

(Foto: Divulgação / Detran PR)

 

Depois dos condutores profissionais com carteira de habilitação C, D, e E, agora os que pertencem às categorias A e B também podem ganhar o direito ao chamado curso preventivo de reciclagem. Mas isso se o Congresso aprovar a proposta enviada pelo Detran Paraná.

Esses dois grupos ficaram de fora de uma deliberação do Contran, o Conselho Nacional de Trânsito que implementou a hipótese de capacitação preventiva quando esses motoristas atingirem de 14 a 19 pontos. E a ideia, com a medida, é reparar o erro que gera um problema de isonomia.

Marcos Traad, diretor-geral do Detran Paraná, explica que é preciso evitar que os trabalhadores sejam prejudicados e que tenham a renda comprometida. E isso porque as pessoas que dirigem ou pilotam profissionalmente ficam suspensas por, no mínimo, seis meses, quando atingem os 20 pontos por infrações no documento.

Para ser considerado condutor profissional, a pessoa deve ter a indicação EAR, ou seja, Exerce Atividade Remunerada, na carteira de habilitação.

Assim como já ocorre com os motoristas das classes C, D e E, aqueles que são das categorias A e B – caso a proposta seja aprovada – passam a ter os pontos zerados após a conclusão do curso, o que não significa que eles ficam isentos da infração cometida.

Ele esclarece ainda que o projeto não prevê qualquer tipo de mudança no que se refere à aplicação de multas, ou seja, o valor da penalidade imposta também fica mantido.

O projeto foi enviado à Câmara dos Deputados porque propõe uma alteração na legislação de trânsito.

(Foto: Divulgação / Detran PR)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*