Defesa de Carli Filho tenta adiar o júri popular marcado para o caso e STF analisa na próxima quarta (10) o pedido

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O Supremo Tribunal Federal vai analisar na próxima quinta-feira (11) o habeas corpus apresentado pela defesa do ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho. Ele tenta não ser levado a júri popular como responsável por causar o acidente que levou à morte dos estudantes Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo em Curitiba, há oito anos. O relator do habeas corpus é o ministro Gilmar Mendes. Carli Filho seguia a 173 quilômetros por hora, com o direito de dirigir cassado e 130 pontos na carteira de habilitação. Na época, um exame no hospital mostrou que o ex-parlamentar tinha 7,8 decigramas de álcool por litro de sangue. Nesses oito anos, com recursos na justiça, a defesa de Carli Filho já conseguiu impedir duas vezes a realização do júri popular.

Comments

  1. Jurema do Rocio says:

    Infelizmente, esse é um caso típico de que nossa “JUSTIÇA” que abre um leque de oportunidades para os infratores, como este !!! Porém, a espera angustiante de que tenha um final justo, é demasiadamente desgastante para todos !! Resta-nos, a esperança e a fé de que realmente tenhamos um final !!!

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*