Defesa de Lula protocola recurso contra a decisão do Ministro Fachin

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A defesa do ex-presidente Lula protocolou nesta segunda-feira (29) um recurso contra a decisão do Ministro Edson Fachin, que estipulou que parte da investigação relativa às delações premiadas de Joesley Batista, da JBS, seja destinada à Justiça Federal de Curitiba.

Os advogados alegam que, na delação, Batista fez duas referências genéricas ao nome do ex-presidente, sem qualquer embasamento que possa indicar a ocorrência dos fatos ou a prática de algum ato ilícito. Além disso, a defesa aponta que as situações ocorreram em Brasília ou em São Paulo, sem nenhuma relação com a Operação Lava Jato, em Curitiba.

Na delação, Joesley Batista, assim como o executivo Ricardo Saud, afirmaram que fizeram pagamentos em contas no exterior para o ex-presidente Lula e também para a ex-presidente Dilma Roussef, que teriam sido usados em campanhas do PT, em 2014. As contas estavam em nome de Joesley e o montante teria chegado a cento e cinquenta milhões de dólares. A defesa do ex-presidente Lula nega as acusações.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*