Defesa deixa claro que Rodrigo Rocha Loures não irá fazer delação

Foto: Câmara dos Deputados / Brizza Cavalcante

Em nota encaminhada à imprensa, o advogado do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, deixou claro que o cliente não irá fazer delação. No texto, Cezar Bitencourt desmente a informação de que o pai do ex-parlamentar, Rodrigo Costa da Rocha Loures, teria dado um ultimato ao filho para que ele delatasse. Caso contrário, o próprio pai delataria. O advogado enfatizou na nota que toda a família de Loures acredita na orientação da defesa de não fechar nenhum acordo de colaboração com a Justiça.

Rodrigo Costa da Rocha Loures, pai do ex-deputado, é presidente do Conselho Superior de Inovação e Competitividade da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e também fundador de uma empresa do ramo alimentício.

A defesa enviou ainda nesta quarta-feira, 7, um pedido ao Supremo Tribunal Federal para que a mãe do ex-deputado não seja ouvida pela Polícia Federal. No documento, o advogado informa que a PF teria solicitado por telefone que queria ouvir a mãe como testemunha no inquérito.

Na solicitação, a defesa alega que ficou surpresa com o pedido e que espera que ele tenha sido um equívoco, já que a mulher não tem participação na vida cotidiana do filho. Além disso, ela não teria nada a esclarecer sobre os fatos investigados. Rodrigo Rocha Loures foi transferido nesta quarta-feira, 7, da Superintendência da Polícia Federal em Brasília para o Presídio da Papuda, na capital federal. Ele foi filmado pela Polícia Federal recebendo uma mala com R$ 500 mil em propina que teria sido entregue por um dos executivos da JBS.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*