Depois da chuva, prefeitura de Curitiba divulga que orçamento para obras de macrodrenagem é de R$ 134 milhões em 2018

 

(Foto: Luiz Costa / SMCS)

Depois da forte chuva que atingiu Curitiba no fim de semana, a prefeitura da cidade divulgou que o orçamento do ano para obras de macrodrenagem é de pouco mais de 134 milhões de reais. O valor é quase três vezes maior do que o de 2017 quando foram pouco mais de 48 milhões de reais para as obras. Em 2016 o valor foi de pouco mais de 23 milhões de reais.

Segundo o prefeito Rafael Greca o problema do fim de semana não foi estrutural e nenhuma obra poderia evitar ocorrências como a de sábado, quando choveu em poucas horas metade do esperado para o mês inteiro. Já os moradores que tiveram as casas alagadas no bairro Parolin fizeram protestos para pedir mais providências do poder público.

Eles chegaram a atear fogo em quatro pontos da Rua Brigadeiro Franco. O grupo queimou móveis destruídos com as chuvas de sábado. Segundo o prefeito Rafael Greca, a primeira fase das obras no Parolin termina em julho desse ano.

Os manifestantes do Parolin alegam que as enchentes são comuns em períodos de chuva intensa e que as obras no local não terminam. Mas segundo o prefeito os trabalhos não estão parados na região.

Com as chuvas do fim de semana, uma postagem do facebook da prefeitura de Curitiba, de novembro de 2017, voltou a ser compartilhada nas redes sociais. No post a prefeitura diz  “pode deixar chover, estamos prontos para as chuvas de verão“.

Segundo a prefeitura, o rio Barigui está com obras de perfilamento e alargamento ao longo de 22 quilômetros. Também estão sendo feitas obras de reperfilamento em oito quilômetros do Rio Pinheirinho e seus afluentes – sistema que deságua no Belém.

(Foto: Pedro Ribas / SMCS)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*