Depois de autorização do STF, comissão de deputados visita Lula

(Foto: divulgação/Facebook)

Uma Comissão Externa da Câmara Federal, com integrantes da Bancada de Oposição, verificou hoje (29) as condições do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde o dia 7 de abril.

A comissão relatou que não encontrou qualquer irregularidade e que Lula está em condições dignas. O grupo também trouxe recados do ex-presidente em relação à política nacional.

Integrante da comissão, a deputada Jandira Feghali, do PCdoB do Rio de Janeiro, disse que Lula pediu proximidade dos partidos de esquerda com o movimento contrário ao governo.

O deputado Orlando Silva, do PCdoB de São Paulo, afirmou que a missão da Câmara, como representante do povo e órgão fiscalizador, foi cumprida. O deputado disse que Lula está preocupado.

A visita oficial foi autorizada pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, do DEM do Rio de Janeiro, mas havia sido barrada pela juíza Carolina Lebbos da 12º Vara Federal de Curitiba.

Contrariando a decisão da magistrada, o ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, derrubou a decisão da juíza no mês passado. Com isso, os deputados puderam fazer a inspeção das instalações de Lula, considerado “um preso político” pelos deputados da oposição.

Além de Jandira Feghali e Orlando Silva, participam da comissão os deputados Paulo Pimenta, do Rio Grande do Sul, líder do PT na Câmara; Silvio Costa, do Avante de Pernambuco; Weverton Rocha, do PDT do Maranhão; Benedita da Silva, do PT do Rio de Janeiro; e José Mentor, do PT de São Paulo.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*