Deputado Rodrigo Rocha Loures não vai perder foro privilegiado

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O deputado federal afastado, Rodrigo Rocha Loures, do PMDB do Paraná, não vai perder o foro privilegiado, já que continua no cargo. Isso porque o ministro Osmar Serraglio permanece no governo, será apenas transferido do Ministério da Justiça para o da Transparência, trocando de lugar com Torquato Jardim. O anúncio da mudança foi feito neste domingo (28), pela assessoria do Palácio do Planalto, no entanto, a princípio, a nota oficial não explicava que seria uma troca entre ministros. Loures é suplente de Serraglio.

O deputado foi filmado pela Polícia Federal carregando uma mala com propina que teria sido entregue por um executivo da JBS. Se a troca não acontecesse e Serraglio voltasse para a Câmara, o deputado afastado Rocha Loures, que é suplente, perderia a vaga e, como consequência, o foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal. Partiu da bancada do PMDB na Câmara o pedido para que Serraglio fosse transferido para a pasta da Transparência. É esse ministério que faz os acordos de leniência com empresas investigadas pela Lava Jato.

Serraglio ficou cerca de dois meses no cargo. Ele foi citado nas investigações da Operação Carne Fraca, que investiga um esquema de pagamento de propinas e vantagens indevidas envolvendo fiscais do Ministério da Agricultura e frigoríficos. Torquato Jardim, que passa a comandar o Ministério da Justiça, ficou menos de um ano à frente da pasta.

Ele ocupou o lugar de Fabiano Silveira, que ficou somente um mês no governo, depois de se envolver em um escândalo. Em uma gravação que foi divulgada pela imprensa, ele questionava a atuação da Procuradoria Geral da República na Operação Lava Jato e orientava o então Presidente do Senado, Renan Calheiros e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, que são suspeitos de ter ligação com o esquema da Petrobrás.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*