Deputados do Paraná discutem em plenário da Câmara Federal

Dois deputados federais do Paraná trocaram xingamentos no plenário. O caso repercutiu no noticiário nacional. O primeiro-secretário da Câmara, deputado Giacobo (PR) questionou uma publicação do jornal O Paraná, que pertence à esposa do deputado Alfredo Kaefer (PP), durante a sessão de terça-feira (29).

O veículo repercutiu uma reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo”. A matéria abordava um caso envolvendo o deputado federal Nelson Meurer (PP), que foi condenado no processo da Lava Jato. Segundo o jornal, Giacobo teria adquirido uma propriedade de Meurer a preço abaixo do mercado. A operação seria uma forma de Meurer fugir do bloqueio de bens determinado pela Justiça, segundo investigação da Procuradoria Geral da República.

A empresa que comprou o imóvel teria o mesmo endereço de outra empresa de Giacobo, onde funciona o escritório do PR, partido do primeiro secretário da Câmara. Mas o deputado não gostou de ter o nome envolvido no caso e usou de palavras de baixo calão para questionar o colega. À imprensa, Giacobo disse que considera Kaefer “um vagabundo” e que o jornal dele é “um pasquim”.

Disse ainda que estaria sendo pressionado, como primeiro-secretário, a arquivar uma denúncia de notas frias de Kaefer. Já Kaefer negou qualquer irregularidade e disse que iria avisar ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) que está sendo ameaçado.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*