Deputados pedem que a Tim volte a ser proibida de vender chips no estado

Deputados estaduais querem que a empresa de telefonia TIM volte a ser proibida de vender chips no Paraná. Hoje (segunda) o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, deputado Leonaldo Paranhos (PSC), protocolou um pedido de medida cautelar na justiça federal, para que a empresa seja impedida de habilitar novas linhas. O parlamentar defende que o tempo que a empresa ficou impossibilitada de aumentar o número de clientes foi muito curto.

Ele acusa a empresa de não tomar medidas eficazes para reduzir o problema de sinal.

A Tim informou por meio de uma nota da assessoria de imprensa que trabalha constantemente para melhoria e ampliação da rede em todo o Brasil. No Paraná, serão investidos 95 milhões de reais neste ano e segundo a empresa todos os equipamentos dos serviços de voz foram modernizados. A empresa também promete ampliar a rede de voz e a 3G, além da construção de uma rede de fibra óptica de 107 quilômetros na região de Curitiba, até 2014. O Ministério Público do Estado entrou com uma ação hoje (segunda-feira), em que pede a suspensão da venda de chips da Tim, até que a operadora cumpra as metas de qualidade da Anatel. O MP pede também que os clientes sejam indenizados pelos prejuízos causados por cobranças indevidas.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*