Desafio Intermodal de Curitiba avalia forma mais eficiente de se locomover pela cidade

desafio-intermodal

É realizada nesta sexta-feira, em Curitiba a 10ª edição do Desafio Intermodal. Diferentes modais de transporte são reunidos para avaliar qual a forma mais eficiente de se locomover pela cidade no horário de pico, entre 18h e 19h, em um percurso de aproximadamente 10 quilômetros. Os participantes são monitorados em tempo real por meio de um equipamento de rastreamento. Nove modais diferentes participam dessa edição: pedestre, corredor, bicicleta convencional e elétrica, carro convencional e elétrico, motocicleta, ônibus e táxi, além de pedestres portadores de deficiência física. Segundo o Coordenador do programa ciclovida da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que organiza o desafio, José Carlos Belotto, umas das novidades deste ano é a participação de ciclistas principiantes.

Durante o percurso, três fatores são avaliados: tempo de deslocamento, custos

para o usuário e emissão de poluentes. Os dados coletados ao longo do trajeto geram uma média, que somadas, indicam o modal mais eficiente.

A saída é do Centro Politécnico da UFPR e o desafio termina na Praça Santos Andrade, no centro. Os competidores podem escolher o caminho que julgarem melhor, mas devem passar por um ponto intermediário, no Escritório Verde da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), antes de partirem para o ponto final. Depois do desafio os participantes respondem um questionário sobre a experiência, avaliando pontos sobre infraestrutura urbana como ciclovias, iluminação pública, sinalização, calçadas, pontos de maior congestionamento e educação no trânsito.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*