Doença que causa dor crônica, fibromialgia atinge pelo menos 2% da população

Imagem ilustrativa

Pelo menos 2% da população paranaense possui fibromialgia.  Os dados são da Sociedade Brasileira de Reumatologia que mostra que a doença é mais frequente nas mulheres de meia idade, correspondendo a 80% das pessoas que possuem a síndrome. De acordo com especialistas, a fibromialgia não possui causas conhecidas e nem diagnósticos complexos. No entanto, o assunto se tornou constante depois que a cantora Lady Gaga assumiu a doença. Segundo a reumatologista, Andrieli Mehl, a fibromialgia é uma síndrome de dor crônica generalizada em que o paciente possui uma sensação de dor muito maior do que o estímulo recebido.  Essa percepção desequilibrada se dá no próprio cérebro e nas vias nervosas.

A doença se manifesta, principalmente, por dores difusas no corpo, associadas a cefaleia, fadiga intensa, dor abdominal, intestino irritável, alterações no sono (a pessoa dorme, mas não descansa), irritabilidade e tristeza. De acordo com a médica, por estes motivos o diagnóstico se torna complexo.

A doença não tem cura, mas alguns métodos podem amenizar a síndrome como, por exemplo, a prática de exercícios físicos que reequilibram as vias nervosas e a percepção da dor.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*