Drones serão usados para monitorar risco de desastres naturais no Paraná

Foto: José Fernando Ogura/ANPr

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil vai adotar 19 equipamentos doados pela Receita Federal e que serão encaminhados para todas as regionais do estado. As chamadas Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA) devem ampliar a cobertura da Defesa Civil Estadual e diminuir o tempo de resposta em caso de desastres naturais, como enchentes, deslizamentos de terra e inundações.

Outra vantagem é a redução de custos com o uso de aeronaves convencionais. Nesta terça-feira e quarta-feira (15 e 16), a Defesa Civil promoveu um treinamento teórico e prático para profissionais da instituição, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e da Secretaria de Estado da Administração e Previdência. Na semana que vem, o curso será oferecido em Cascavel para treinamento dos integrantes da Defesa Civil das regionais do Centro, Oeste, Sudoeste, Noroeste e Norte.

Além do interior do estado, a sede da Defesa Civil, em Curitiba, e o Comando do Corpo de Bombeiros também receberão os drones. A coordenadoria estadual já tinha três equipamentos, que foram testados em operações realizadas em Paranaguá e também em um mapeamento de áreas dos Campos Gerais. Os resultados positivos levaram a Defesa Civil a ampliar o uso dos drones.

Sem os equipamentos, são usadas apenas fotos terrestres do local mapeado. Com a foto aérea, há uma expectativa de que decisões operacionais possam ser tomadas de maneira mais precisa.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*