Eleição para Mesa Executiva da ALEP deve ser adiantada

A eleição para a Mesa Executiva da Assembleia Legislativa do Paraná pode ser adiantada para outubro. O presidente da Casa, Valdir Rossoni, confirmou hoje que quer adiantar a escolha do novo presidente da Casa. Se o calendário normal fosse seguido, a eleição seria só em fevereiro do ano que vem. O assunto foi discutido em uma reunião de lideranças que foi feita hoje de manhã. A antecipação da eleição seria uma forma de garantir a reeleição da atual Mesa Executiva e evitar a formação de uma chapa de oposição. Inicialmente, a mesa queria que as eleições fossem em junho, o que não agradou ao PMDB, que tem a maior bancada de deputados na Casa. Agora, segundo o presidente, os partidos fecharam um acordo. Rossoni não confirmou se é candidato à reeleição. O líder do PMDB na Assembleia, deputado Caíto Quintana, diz que o partido só aceita antecipar a escolha do novo presidente da Casa se ela for feita depois das eleições municipais. Independente da data de escolha do novo presidente da Assembleia do Paraná, o deputado eleito só toma posse no ano que vem, quando termina a atual gestão. No fim do ano passado, os deputados estaduais chegaram a discutir nos bastidores a possibilidade de apresentar uma Proposta de Emenda Constitucional para proibir a reeleição da Mesa Executiva. A medida, que não foi levada adiante, seria uma forma de retaliação a determinação do presidente Rossoni de cortar o décimo quarto e o décimo quinto salário dos deputados, sem consultar os parlamentares.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*