Em dias de jogo do Coritiba região do estádio fica tumultuada

Moradores da região do Alto da Glória reclamam de um problema recorrente: o tumulto nas ruas em dias de jogos de futebol. Para os moradores o barulho é o que incomoda, mas para os comerciantes a situação é mais complicada. Eles afirmam que o perigo oferecido pelos vândalos nas ruas é o que preocupa, especialmente quando acontecem jogos. Comerciante no bairro há 8 anos, Amauri Copinski é dono de uma banca de revistas que fica a menos de 200 metros do estádio Couto Pereira. A solução encontrada por ele em dias de futebol é a mesma de quase todos os outros comerciantes dali: fechar as portas. Ele conta que na maioria das vezes os marginais – disfarçados de torcedores -agem em grupo.

Do outro lado da rua, José Carlos trabalha em uma panificadora tradicional no bairro. Instalado ali há 28 anos, ele garante que deixou de abrir aos domingos por causa da violência na rua em dias de partidas.

Por ano, o estádio Major Antônio Couto Pereira recebe aproximadamente 650 mil pessoas, vindas de todas as regiões do país.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*