Em turnê mundial de despedida, Ozzy Osbourne passa por Curitiba nesta quarta

(Foto: divulgação/Ticketsforfun)

Em turnê mundial de despedida, Ozzy Osbourne passa hoje (16) por Curitiba para festejar mais de cinco décadas de atuação na cena internacional do rock n roll. Vocalista da lendária Black Sabbath, formada em 1968, Ozzy faz show hoje (16) na Pedreira Paulo Leminski.

Ainda há ingressos a venda no site ticketsforfun.com.br e na loja FNAC Curitiba, na Rua Professor Viriato Parigot de Souza, número 600. Os valores variam de 160 a 600 reais. Os portões da Pedreira serão abertos às quatro horas da tarde e o show deve começar às nove horas da noite.

Ozzy é uma lenda viva do rock. À frente do Black Sabbath, abriu as portas para o heavy metal no final dos anos 1960. Por meio dele, o rock n roll se abriu para um leque de tendências e estilos adotados por diversas outras bandas a partir dos anos 70 e 80.

Aos 69 anos, Ozzy oscila entre a figura mais dark do rock e um velhinho abatido pelo tempo. Mesmo assim, tem dado conta da turnê que passa por diversos países. Antes de se apresentar na capital paranaense, Ozzy passou por São Paulo e segue depois para Belo Horizonte, no dia 18 de maio e Rio de Janeiro, no dia 20.

A turnê começou no dia 5 de maio com um show no México e depois seguiu para a América do Sul, onde Ozzy se apresentará também no Chile e Argentina. Em seguida, passa seis semanas na Europa para apresentações solo e em festivais.

Em Curitiba, por causa do show de hoje (16), as ruas Eugenio Flor, Antônio Krainski e João Gava terão bloqueios ao longo do dia. Os táxis terão acesso ao local e a partir das 10 horas da noite e terá um ponto de táxi na esquina das ruas Antônio Krainski e Nilo Peçanha.

Uma linha de ônibus gratuita, entre a Praça Tiradentes e a Pedreira, com saídas a cada 60 minutos, será disponibilizada a partir das três e meia da tarde. O retorno será a partir das nove e meia.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*